5 conselhos para quem quer produzir eBooks

Fernando Ebooks, Notícias 8 Comments

Sobre este tema, teria muitas coisas mais a serem ditas, mas estas 5 dicas já abrem a possibilidade de discussões e aprofundamentos. Já existem empresas adotando, como requisito, que os profissionais da produção de eBooks tenham os conhecimentos listados abaixo – é o caso da Xeriph, que anunciou uma vaga para o que chama de “analista de conteúdo digital”.

Para fazer um bom trabalho, ou se preparar para outras oportunidades que virão, comece por isso:

Aprenda XHTML/HTML5 e CSS

Aprenda a fazer a marcação do texto. Conheça como estas linguagem funcionam e como interagem entre elas. Saiba a diferença e o que o HTML5 tem a oferecer a mais.

Se acha que não tem jeito para isso, trabalhe com alguém que conheça estas linguagens. Ou permaneça somente na produção de livros impressos. Vai ter ainda muito trabalho neste campo.

Procure conhecer os softwares que lêem o ePub (e o Mobi)

É bom ler o manual de cada um (não são muitos). Conhecer diferenças e características. Saiba aconselhar, ao seu cliente, um bom software. Sabe qual é a diferença entre sistemas de leitura Webkit e Adobe? Sabe identificar as diferenças entre os softwares que funcionam no Android e aqueles que funcionam no iOS? Quais são as limitações dos softwares e quais as limitações do formato?

Conheça as plataformas de publicação

Faça testes e procure conhecer as diferenças entre Apple, Kobo, Saraiva, Amazon e Google Play. Conheça as especificações de cada uma e o que elas exigem dos editores, de modo que você saiba como ajudar seu cliente, no momento do envio para a venda. Já sabe o que é o Onix? Sabe como colocar os dados dos livros em XML? E sobre metadados, tem alguma noção?

Aprenda um pouco de design de web

Procure conhecer como funciona o design da web e o que é usabilidade e acessibilidade. Aprenda mais sobre conceitos como design responsivo, progressive enhacemnetgraceful degradation, uso de fontes e tipografia na web. Sabe quais fontes podem ser usadas? Conhece algo sobre acessibilidade do conteúdo para pessoas com problemas visisuais/auditivos? Como funciona um design que se adapta ao tamanho da tela?

Sobretudo: Think different!

Procure sair do esquema fixo do livro impresso e tente pensar o conteúdo para o digital de modo a aproveitar as características que este formato tem a oferecer. Não pense que design é o simples desenho de algo fixo. Pense o conteúdo para o digital! Já pensou em fotos coloridas? Fontes diferentes? Como ficam as notas de rodapé? Tem certeza que ter elas sobrescritas é a melhor solução? Saiba justificar ao seu cliente as suas escolhas e demonstre que um design fluido pode ser tão bom quanto um fixo, e em alguns caso até melhor. Se você não está convicto disto, bem, tem muitas outras profissões interessantes no mercado.

No mês de março, estarei ministrando alguns cursos da Simplíssimo sobre produção de eBooks, especificamente o Workshop Produção de eBooks em ePub e ePub3 para eBooks Avançados, em SP e no RJ. Quem não pode ir até lá, pode fazer também o meu Curso Online, que mostra didaticamente o passo-a-passo para produzir ebooks em ePub a partir do InDesign, além de explicar como fazer a pós-produção do ePub.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

Simplíssimo5 conselhos para quem quer produzir eBooks

Comments 8

  1. Mais uma excelente postagem! O verdadeiro “caminho das pedras” para os eBooks.
    Refresque nossa memória: já existem cursos para os que tem “menos domínio do assunto”, que seja “flexível e absorvível”, e online?

  2. Li outras informações sobre os cursos aqui no site, e não vi nada sobre os mesmos online. Quando teremos, se é que pretendem isso?

  3. 1. “Se acha que não tem jeito para isso, trabalhe com alguém que conheça estas linguagens. Ou permaneça somente na produção de livros impressos. Vai ter ainda muito trabalho neste campo.”

    2. “Se você não está convicto disto, bem, tem muitas outras profissões interessantes no mercado”

    Essas frases são muito desanimadoras.

  4. Um curso do tipo EAD seria muito interessante, mas, um curso em que possamos acessar as aulas gravadas para assistirmos a hora quando pudermos, do tipo “assista até 3 vezes em 90 dias”, não, aulas transmitidas ao vivo, durante o horário de trabalho. Para evitar a pirataria, minha sugestão é que deem uma olhada no site do CERS (www.renatosaraiva.com.br), ele disponibiliza as aulas com o CPF do aluno “pulando” pela tela do vídeo, inibindo a pirataria. Também, usa o Vimeo para o streaming e só é possível assistir os cursos com o Chrome, que tem bloqueio para cópia. É isso. Recursos não faltam. E, como vocês mesmo disseram:
    1. “Se acha que não tem jeito para isso, trabalhe com alguém que conheça estas linguagens.”
    2. “Se você não está convicto disto, bem, tem muitas outras profissões interessantes no mercado”
    Afinal, se eBook é o futuro do livro, EAD é o futuro do ensino 🙂

    1. Tratei como “incentivadoras” as palavras “se acha que não tem jeito…”, etc!

      Conheci dezenas de pessoas ao longo da vida, que não tinham “jeito” para muitas coisas, mas dotados de força de vontade, determinação e persistência, alcançaram objetivos e metas que muitos “privilegiados” não alcançam, principalmente por falta de humildade, excesso de orgulho, vaidade e desleixo.

      O importante é fazermos as coisas bem feitas, com capricho e qualidade. Eu “ainda” não consegui criar eBooks com qualidade, mas irei! Não fiz nenhum curso, mas manipulo bem algumas ferramentas necessárias.

      Estou batalhando para fazer alguns cursos “indispensáveis”. Os presenciais que eu encontrei são caros, e os ‘online’ eu ‘ainda’ não tinha encontrado o ideal.

      Vou conferir os cursos que o Eduardo passa aqui, e também o que o Magno sugeriu.

      Agradeço a ambos!

      1. Post
        Author

        Oi Gilmar. Que bom que você pegou o espírito da coisa! É esta a estrada. Trabalhar em qualquer profissão exige esforço e muita força de vontade, como você disse.
        Os meios não faltam para aprender. É importante nos qualificar e crescer profissionalmente, sem esperar que seja o mundo a mudar. Como você mesmo diz, o importante é fazer as coisas bem feitas e nunca achar que já “chegamos”.
        Tem sempre muito a se aprender!

  5. Fernando. Todas as 5 dicas são importantissimas pra todos que fazem a conversão para ebook, mas a 5, Think different!, é dose. Quando se faz a conversão de livros impressos para outras editoras, tanto o pessoal da produção quanto da revisão querem ver reproduzidos no digital o mesmo que está no impresso. É uma briga diária. As vezes eles preferem excluir uma vinheta do que vê-la colocada em modo diferente, mesmo que a harmonia da diagramação seja mantida. Acho que a 5 dica é: Think different! e tenha muito jogo de cintura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *