Amazon mais perto de vender livros físicos no Brasil

25/03/2014
 / 
por da Redação
 / 

Após as inúmeras especulações e rumores a respeito da entrada da Amazon no mercado de livros físicos do Brasil, a “novela” parece ter chegado ao fim. Depois de enfrentar certa desconfiança por parte de alguns editores brasileiros, a varejista tem tudo para começar sua operação de vendas. Os acordos contratuais com as grandes editoras já estão sendo feitos, e tudo indica que a partir de abril a Amazon já estará disputando seu espaço nesse nicho de mercado.

A negociação envolvida nas vendas de livros físicos deve ser mais simples que a dos eBooks, uma vez que as cláusulas e a demora na definição do modelo de negócios fez com que os livros digitais demorassem quase um ano até que pudessem ser vendidos.

“A chegada da Amazon terá um impacto grande no mercado e acredito que eles vão crescer muito rápido pela qualidade do serviço”, afirma Carlo Carrenho, consultor editorial e fundador do PublishNews, portal dedicado ao mercado editorial.

Contudo, nada garante que a Amazon não terá desafios no mercado livreiro. As grandes redes compram livros para revenda com 50% de desconto, e é bem provável que, inicialmente, a varejista norte-americana não consiga o mesmo valor, tendo que comprá-los com um desconto de 40%, assim como fazem as livrarias menores.

Fonte: Radar on-line – Lauro Jardim – VEJA.com, Folha de S.Paulo

 

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

25/03/2014
 / 
por da Redação
 / 

Após as inúmeras especulações e rumores a respeito da entrada da Amazon no mercado de livros físicos do Brasil, a “novela” parece ter chegado ao fim. Depois de enfrentar certa desconfiança por parte de alguns editores brasileiros, a varejista tem tudo para começar sua operação de vendas. Os acordos contratuais com as grandes editoras já estão sendo feitos, e tudo indica que a partir de abril a Amazon já estará disputando seu espaço nesse nicho de mercado.

A negociação envolvida nas vendas de livros físicos deve ser mais simples que a dos eBooks, uma vez que as cláusulas e a demora na definição do modelo de negócios fez com que os livros digitais demorassem quase um ano até que pudessem ser vendidos.

“A chegada da Amazon terá um impacto grande no mercado e acredito que eles vão crescer muito rápido pela qualidade do serviço”, afirma Carlo Carrenho, consultor editorial e fundador do PublishNews, portal dedicado ao mercado editorial.

Contudo, nada garante que a Amazon não terá desafios no mercado livreiro. As grandes redes compram livros para revenda com 50% de desconto, e é bem provável que, inicialmente, a varejista norte-americana não consiga o mesmo valor, tendo que comprá-los com um desconto de 40%, assim como fazem as livrarias menores.

Fonte: Radar on-line – Lauro Jardim – VEJA.com, Folha de S.Paulo

 

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.