Amazon e Kindle São a Encarnação do Mal, Nook a Salvação – Para as Editoras Americanas

Eduardo Melo Ebooks, Notícias 7 Comments

A Folha de SP traduziu uma matéria do NYT que facilita a compreensão do embate atual entre Amazon, Barnes&Noble e as editoras americanas. A situação é bem mais que uma mera disputa entre Kindle e Nook. Leitura obrigatória para quem deseja entender o mercado. Um trecho:

Ninguém acha que a B&N vai sumir da noite para o dia. A preocupação é que ela míngue lentamente, conforme mais leitores adotem os e-books. E se a B&N virar pouco mais do que um café com um ponto de conexão digital? Tais temores vieram à tona no começo de janeiro, quando a empresa previu que sofrerá neste ano um prejuízo ainda maior do que Wall Street esperava. Suas ações caíram 17% naquele dia.

À espreita por trás disso tudo está a Amazon, força dominante no comércio eletrônico de livros. Muitos profissionais do ramo editorial enxergam a Amazon como um inimigo que, se não for controlado, poderá ameaçar toda a indústria e o ganha-pão dessas pessoas.

As editoras estão cortando custos e demitindo funcionários. Os livros eletrônicos estão bombando, mas não são muitos os editores que desejam que eles substituam os livros impressos. Já o presidente da Amazon, Jeff Bezos, quer eliminar os intermediários – ou seja, os editores tradicionais – ao lançar e-books por conta própria.

Por isso, a B&N agora parece tão crucial para o futuro do setor. Em muitas localidades, suas lojas são as únicas com uma ampla seleção de títulos. Se algo acontecer com a B&N, a Amazon pode se tornar ainda mais poderosa.

Leia o texto completo na Folha: Nook, e-reader da Barnes & Noble, é a esperança das editoras de livro nos EUA.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Eduardo Melo

Eduardo Melo é fundador da Simplíssimo e seu diretor-executivo desde 2010. É licenciado em História e Mestre em Teoria da Literatura.

SimplíssimoAmazon e Kindle São a Encarnação do Mal, Nook a Salvação – Para as Editoras Americanas

Comments 7

  1. Encarnação do mal apenas para os editores, porque para os leitores e até para os autores a coisa não é bem assim, acho que a amazon está certíssima em querer cortar o intermediário isso é mais grana para o autor com preços mais baratos só quem sai perdendo são os editores que se não se reinventarem logo e acompanharem a evolução vão mesmo se tornar obsoletos

  2. Creio que só os editores que conseguirem oferecer algo para autores e leitores que a Amazon não possa oferecer é que poderão resistir. Isso vale para o Brasil também, pois a Amazon entrará atropelando.

    Se os editores ficarem ao lado da B&N nos Estados Unidos e autores e leitores do lado da Amazon, o cenário parece bem mais favorável ao Bezos. No Brasil, ainda mais, porque quem poderia fazer o contraponto da Amazon?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.