American Booksellers Association Adere ao Boicote à Amazon

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

A ABA (American Booksellers Association) é o mais novo órgão a se juntar ao boicote de empresas contra a Amazon. Ela se junta à Barnes & Noble, Books-a-million e Indigo Books, outras três livrarias. O motivo é a iniciativa pesada da Amazon em editar e publicar livros não apenas no formato eletrônico, mas também no impresso. Já faz um tempo editoras e livrarias estão insatisfeitas com a Amazon, que vem demonstrando que está muito afim de engolir esses dois ramos e dominar o mundo. O The Guardian já está chamando o evento de “guerra fria”.

Assim, livros produzidos pelo braço editorial da Amazon estão sendo retirados do catálogo da IndieCommerce, o subsidiária da ABA. O diretor da IndieCommerce Matt Supko escreveu em um anúncio por email que a decisão foi em resposta à política da Amazon de “trancar eBooks em exclusividades que outros varejistas não estão autorizados a vender.” A IndieCommerce adoptou uma nova política de listar apenas “os títulos que estão disponíveis a varejistas para venda em todos os formatos disponíveis “. Futuramente, essa retaliação pode abranger outras editoras que possivelmente ajam da mesma forma.

Nate Hoffelder do The Digital Reader deu uma opinião interessante em um artigo:

Mas, primeiro, um pouco de história. O IndieCommerce é um programa que a ABA lançou um par de anos atrás. A intenção é tornar mais fácil para uma livraria independente montar um site (e vender livros e eBooks através do site). Os eBooks são fornecidas através do Google eBookstore, e os livros de papel são fornecidos a partir de qualquer lugar.

Não vender no interior da loja é uma coisa, as pessoas podem passear e comprar outra coisa. Mas quando o IndieCommerce se recusa a oferecer o título online, eles não estão ajudando ninguém. Eles não vão impedir as vendas desses livros, o cliente simplesmente vai abrir uma nova aba e comprá-lo da Amazon.

Antes de fica do lado da ABA, considere isso. O que é mais importante, incentivar as pessoas a comprar de livrarias locais, ou um golpe simbólico, mas inútil contra a exclusividade da Amazon?

Mike Shatzkin apoia o movimento:

A decisão da B&N me parece a coisa certa para eles. A maioria dos clientes regulares de livrarias não se surpreendem se alguma loja em particular não tem um livro em particular. Na verdade, a impossibilidade de estocagem é parte da razão que livrarias online são um serviço útil. Nestes dias, a maioria das pessoas que querem um determinado livro não vão a uma livraria para comprá-lo, pois eles só o encomendam online. Eles vão para as livrarias para passear e fazer compras e escolher entre o que está dentro da loja. Então, sim, pode haver alguns clientes desapontados se B&N não tiver um título da Amazon, mas eu não acho que a decepção vai ser difundida.Por outro lado, autores e agentes que poderiam ter considerado um acordo de publicação com a Amazon terão que pensar duas vezes se eles sabem que poucas livrarias irão vendê-lo. A Amazon pode fazer algumas coisas notáveis ​​para vender livros para sua gigante base de clientes e isso não vai mudar. Mas nem tudo é possível, e o aspecto da vaidade para a obtenção de exposição da loja ainda será visto como indispensável por muitos autores e agentes, que de outra forma poderiam ter dado o salto para assinar com o mais recente livro de cheques na cidade grande.

E ele pode ter razão quanto a isso. Talvez livrarias locais possam ser prejudicadas com isso, mas talvez valha a pena. A Amazon precisa ser contida de alguma forma.

Com informações do Publishers Weekly,

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoAmerican Booksellers Association Adere ao Boicote à Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *