Apple aceita pagar US$ 400 mi para pôr fim a caso de e-books

Eduardo Melo Ebooks

A Apple aceitou pagar US$ 400 milhões a consumidores para pôr fim a reclamações de consumidores e do governo norte-americano de que ela conspirou com cinco editoras para fixar preços de e-books, segundo registros judiciais arquivados nesta quarta-feira (16).

O acordo está condicionado ao resultado de um recurso pendente da decisão de um juiz federal no ano passado, de que a Apple era responsável por violar leis antitruste.

A decisão de um tribunal de apelações em Nova York contrária ao juiz poderia, pelo acordo, reduzir o montante a ser pago pela Apple para US$ 70 milhões, com US$ 50 milhões para consumidores, ou eliminar os pagamentos.

Veja a notícia completa na Folha de S.Paulo – Tec

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Eduardo Melo

Eduardo Melo é fundador da Simplíssimo e seu diretor-executivo desde 2010. É licenciado em História e Mestre em Teoria da Literatura.

SimplíssimoApple aceita pagar US$ 400 mi para pôr fim a caso de e-books