Apple anuncia oficialmente abertura da iBookstore – clássicos lideram as vendas

Eduardo MeloAtualizado em: Ebooks, Notícias 3 Comments

A Apple anunciou oficialmente a abertura da iBookstore para mais 18 países, como revelamos em primeira mão na última segunda-feira, 22/10. Nenhuma novidade em relação ao que já havia sido divulgado na 2ª feira, em primeira mão, pelo Revolução eBook.

Entre os  livros mais vendidos na iBookstore, para os consumidores brasileiros, recentemente e abaixo de US$ 10 (a Apple fornece várias listas), os clássicos lideram, com Dom Quixote, A Arte da Guerra e Assassinatos na Rua Morgue. Dos 20 mais vendidos nesta lista, 8 foram publicados pela Simplíssimo e 7 pela L&PM.

Os eBooks são vendidos em dólares, por conta da burocracia latino-americana que a Apple não conseguiu devassar. Como bem observou o Carlo Carrenho, como se trata de uma compra internacional feita com cartão de crédito, incide sobre a compra de cada eBook 6,38% de IOF. Na hora de comparar preços, é algo a se levar em conta. Se bem que, por 6,38% a maismenos, é de se perguntar se vale a pena encarar as tremendas burocracias para comprar ebooks nas lojas das livrarias brasileiras.

Veja o anúncio oficial da Apple logo abaixo.

Dear all,

We are excited to let you know that the iBookstore is now available in 18 additional markets, bringing our paid books offering to Latin America and New Zealand.

The new countries include: Brazil, Mexico, Argentina, Bolivia, Chile, Colombia, Costa Rica, Dominican Republic, Ecuador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicaragua, Panama, Paraguay, Peru, Venezuela and New Zealand.

With this launch the iBookstore is now available in a total of 50 countries worldwide.

In addition new versions of the iBooks app as well as iBooks Author are now available for download.

Finally, iBooks Textbooks have expanded and are now available in the UK, Australia and Canada, in addition to the US.

We look forward to working with you and growing sales across our new as well as existing iBookstore countries.

Your iBookstore Team


Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Eduardo Melo

Eduardo Melo é fundador da Simplíssimo e seu diretor-executivo desde 2010. É licenciado em História e Mestre em Teoria da Literatura.

SimplíssimoApple anuncia oficialmente abertura da iBookstore – clássicos lideram as vendas

Comments 3

  1. Num primeiro momento fiquei contente ao ouvir a notícia sobre a abertura da iBookstore braZileira. Até comprei um livro por impulso. Já aviso, vem com DRM.

    Depois analisando os preços, a euforia baixa um pouco.

    Pra mim, o grande problema são as diferentes plataformas e o DRM.

    Tenho desktop Windows, eReader Kindle, tablet iPad e telefone Android. Pode parecer exagero, mas acredito que seja uma combinação até comum para muitas pessoas.

    Uma solução seria adotar uma mesma plataforma para todos os equipamentos, mas aí perde-se em liberdade de escolha e preços.

    Outra solução para multiplataformas. Quebrar o DRM ou pirataria.

  2. “Se bem que, por 6,38% a mais, é de se perguntar se vale a pena encarar as tremendas burocracias para comprar ebooks nas lojas das livrarias brasileiras.”

    Eu já comprei em 4 livrarias nacionais e a Gato Sabido por meio do Paypal é uma ótima alternativa. Eu pago e recebo o e-book na hora, sem a burocracia chata da Saraiva. A Amazon me acostumou a receber as coisas na hora, naõ esperar pra receber algo digital, e é assim que penso que o mercado deva se comportar.

    A Apple não tem nada de mais a oferecer, vende em dólar e não aceita cartão de crédito pré-pago ou Paypal, então pra que comprar deles? Eu dispenso, mesmo tendo IPAD, pois não leio em LCD, só em e-ink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.