Apple Empaca e Não há Mais Data de Lançamento da iBookstore

07/05/2012
 / 
por da Redação
 / 

Notícias anteriores prometiam o lançamento da iBookstore brasileira no início de maio. Estamos ainda no sétimo dia e até seria possível ainda o cumprimento da promessa, não fossem os problemas tributários de sempre.

Raquel Cozer, da coluna Painel das Letras da Folha noticiou que a Apple não tem mais data para inaugurar sua loja brasileira de eBooks, embora esteja correndo para que isso se concretize ainda nesse semestre. O motivo seria a intenção de vender os livros digitais em reais, o que teria empacado em questões tributárias. “A vantagem será que o consumidor brasileiro não precisará ter um cartão de crédito com endereço americano para comprar iBooks, mas ainda precisará de um cartão internacional. A distribuidora Xeriph continua sendo a parceira no Brasil, mas nem ela nem a Apple se manifestam sobre o assunto.” afirma Cozer.

E assim, ficamos a ver navios novamente. Enquanto as empresas ficam presas a teias de burocracia e impostos, leitores esperam por uma explosão no mercado de eBooks e editoras ficam aflitas com esse vai ou não vai da indústria. Outro problema é a venda em dólares. Mesmo não sendo necessário o cartão com endereço americano, ainda será necessário um cartão de crédito internacional, coisa a que poucas pessoas têm acesso, limitando e muito o mercado dessa loja virtual.

Para quem gosta de jogos mobile, vale lembrar que apenas agora a Apple passou a colocar alguns jogos em sua loja brasileira de aplicativos. Antes, não havia qualquer jogo e era necessária a compra na loja americana ou argentina; o motivo seria a lei brasileira que exige que todo e qualquer jogo seja colocado em uma classificação de jogos, algo que daria um trabalho sem fim para a Apple, e não valia a pena.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

07/05/2012
 / 
por da Redação
 / 

Notícias anteriores prometiam o lançamento da iBookstore brasileira no início de maio. Estamos ainda no sétimo dia e até seria possível ainda o cumprimento da promessa, não fossem os problemas tributários de sempre.

Raquel Cozer, da coluna Painel das Letras da Folha noticiou que a Apple não tem mais data para inaugurar sua loja brasileira de eBooks, embora esteja correndo para que isso se concretize ainda nesse semestre. O motivo seria a intenção de vender os livros digitais em reais, o que teria empacado em questões tributárias. “A vantagem será que o consumidor brasileiro não precisará ter um cartão de crédito com endereço americano para comprar iBooks, mas ainda precisará de um cartão internacional. A distribuidora Xeriph continua sendo a parceira no Brasil, mas nem ela nem a Apple se manifestam sobre o assunto.” afirma Cozer.

E assim, ficamos a ver navios novamente. Enquanto as empresas ficam presas a teias de burocracia e impostos, leitores esperam por uma explosão no mercado de eBooks e editoras ficam aflitas com esse vai ou não vai da indústria. Outro problema é a venda em dólares. Mesmo não sendo necessário o cartão com endereço americano, ainda será necessário um cartão de crédito internacional, coisa a que poucas pessoas têm acesso, limitando e muito o mercado dessa loja virtual.

Para quem gosta de jogos mobile, vale lembrar que apenas agora a Apple passou a colocar alguns jogos em sua loja brasileira de aplicativos. Antes, não havia qualquer jogo e era necessária a compra na loja americana ou argentina; o motivo seria a lei brasileira que exige que todo e qualquer jogo seja colocado em uma classificação de jogos, algo que daria um trabalho sem fim para a Apple, e não valia a pena.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Deixe um comentário