Associação das Editoras Americanas adota plano ambicioso para adoção em massa do ePub3

Eduardo Melo - Simplíssimo Ebooks, Mercado, Notícias 2 Comments

O plano, ambicioso, também inclui obter um amplo suporte  entre os vendedores em até seis meses.

Certamente a adoção de um padrão comum, para algo complexo como um livro digital, não é tarefa fácil. Quando o assunto é ePub3, existem vários motivos para os sistemas de leitura (leia-se: os grandes vendedores de ebooks) ainda não aceitarem o formato de forma uniforme. Até agora, a Apple é a livraria que oferece mais suporte. Há previsão de que até o final do ano, a Apple ganhará a companhia de Kobo e Google na arena do ePub3.

Um cenário com mais harmonia, padronização na aceitação do ePub3, tornaria o trabalho e a produção de ebooks avançados bem mais simples, e mais barato, para as editoras. Com isto em mente, a AAP (Association of American Publishers) convidou os maiores vendedores e editoras para participar da sua nova iniciativa, uma série de encontros para esquematizar a adoção do EPUB3. Chamado de “Projeto de Implementação do ePub3”, o objetivo é avançar rapidamente uma harmonização no uso do formato por editoras e vendedores. A informação é do Digital Book World.

A meta da associação é lançar um grande número de títulos em ePub3 no primeiro trimestre de 2014.

A AAP afirma que as editoras americanas estão trabalhando juntamente com “vendedores, distribuidores de conteúdo digital, fabricantes, provedores de sistemas de leitura, especialistas em tecnologia e organização de padrões”. Mas a entidade não comenta ainda quais editoras e vendedores decidiram participar até agora. A entidade afirma estar convidando todos os integrantes do mercado para sentar à mesa.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.000 autores e editoras. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoAssociação das Editoras Americanas adota plano ambicioso para adoção em massa do ePub3

Comments 2

  1. Eduardo, estou trabalhando num livro que terá em torno de 500 páginas. Será que para ebook não seria melhor convertê-lo numa série de livros menores? E onde publicar? Aceito sugestões.
    Obrigado.

  2. Na minha opinião, depende – se o conteúdo fragmentado não perde o sentido, por exemplo. Se não perde, ok. Onde publicar depende do perfil do seu público. A primeira coisa que eu faria, seria descobrir onde o seu público compra ebooks (ou tenderia a comprar), e me concentraria na livraria, ou nas duas livrarias, que concentrem mais as compras deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.