Até Quando Isso Vai Acontecer?

da Redação Ebooks, Notícias 8 Comments

Navegando pela palavra-chave dos livros digitais na internet, me deparei com essa conversa em uma comunidade do orkut:

conversa orkut

Clique na imagem para ampliar

Eu sinto muito, mas isso não é desculpa, nem para “fánáticos por livros”. Eu também adoro ter o livro em mãos, também amo o cheiro de um livro. Mas isso realmente é um impedimento para não aderir ao eBook?

Eu já li em algum lugar uma vez alguém falando: “por acaso alguém não saiu da carroça para o carro por causa do cheiro do cavalo?”

Gente, concordo que os livros impressos passam uma sensação diferente, são mais seguros no transporte público, entre outras inúmeras coisas. Mas livros digitais possuem também inúmeras vantagens. Dar a desculpa que o “cheiro” de um livro faz com que alguém não conheça uma nova tecnologia é péssimo.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoAté Quando Isso Vai Acontecer?

Comments 8

  1. As pessoas são paradigmáticas. O computador só se tornou uma (quase) unanimidade no mundo corporativo quando uma nova geração substituiu a anterior nos escritórios.

    Assim será também com os eBooks. Muitas pessoas resistem, mas as novas gerações amam.

    Quanto ao cheiro do papel pode não ser tão agradável assim se se tratar de uma pessoa alérgica…

  2. Não entendo como alguém pode dizer que demora 2x mais pra ler um e-book se o formato é praticamente o mesmo, as letras são em tamanho bom e tudo mais. Sei que ler no computador cansa, no celular também e imagino que em tablets também, mas é pra isso que existem os leitores de e-book. Acho que, pelo contrário, leio mais rápido no meu Kindle do que no livro físico: sem ter que parar pra marcar página, sem me distrair com o que tem na página seguinte, etc. A única coisa que diminui a velocidade é o fato de ficar o tempo todo consultando o dicionário incluso no aparelho, que é bem mais prático do que carregar um pra acompanhar o livro físico.

  3. Ontem minha sobrinha foi na minha casa pegar uns livros emprestados para ler nas férias. Tenho uma estante cheia e procuro manter a limpeza constantemente. Mas ainda assim é impossível deixar os livros 100% limpos! Quando ela terminou de escolher os livros que queria, estava com as mãos empoiradas. Na minha casa não somos alérgicos, mas fico imaginando que isso deve ser mesmo um transtorno para quem tem qualquer tipo de problema respiratório…

    Concordo com a idéia de ter o livro nas mãos. Também sinto falta de folhear o livro, de olhar a capa, essas coisas que são diferentes no e-book… mas nada substitui a leveza do meu kindle, o fato de eu levar uma biblioteca inteira dentro da bolsa, a facilidade de comprar um livro e baixar na hora…

  4. Ainda não está claro o que é um livro digital. Se a tal pessoal estiver se referindo a ler PDF na tela do computador concordo que o livro em papel é muito melhor.
    Provavelmente a pessoal ainda não teve a oportunidade de ler em um ereader com eInk…

  5. Preconceito é “pré-conceito”. É julgar alguma coisa que não conhece. Nesse caso, não ocorreu preconceito nenhum. O leitor claramente diz que experimentou e não gostou.
    Em administração, aprendemos cedo que quem julga se um produto é bom ou ruim é o consumidor, o mercado. Não importa oque achamos. Não importa se o e-book é mais leve, mais interativo e etc.
    A opinião dele é tão válida quanto a de qualquer outro consumidor. Mas em vez de prestar atenção no feedback que ele deu, taxam de preconceituosos, pragmáticos, ultrapassados…Não entendem de livros e muito menos de ebooks!

    E se prestarmos atenção no que o leitor falou, percebemos também que ele baixou os ebooks por serem mais baratos. “Diante da crise economica, resolvi baixar uns livros…”. Afinal, pode até ser que esse leitor, mesmo não gostando do ebook, acabe se tornando adepto devido ao preço. Em nenhum momento ele falou que não leria mais ebooks.

    1. Marcelo, ele pirateou, baixou de graça, ou qualquer outro eufemismo que possa caber aqui. E me desculpe, nao consigo tomar como relevante a opinião de um anônimo. Se a pessoa que escreve esconde o rosto, qual é a credibilidade disso? É lugar comum falar de cheiro do livro, e mesmo quem nunca leu usa isso como argumento.
      Não acho que estou sendo preconceituoso ao simplesmente achar que esse comentário postado pela Stella nao representa em nada o mercado de ebooks.

      E como o Alexandre disse, ler pdf pirateado no pc é o ó do borogodó. Isso não é um ebook.

      De qualquer forma, respeito sua opinião. Grande Abraço!

      1. Olá Profeloy,
        Pelo oque ele escreveu, não podemos afirmar que ele fez um download ilegal (também não podemos afirmar o contrário).
        E também não da para saber se ele leu na tela do PC ou se foi em um Ipad/Kindle.

        E em um ambiente como o orkut, onde qualquer um pode fazer um perfil falso, qual é a diferença na credibilidade de alguém que mostrou o rosto e alguém que não mostrou?

        Veja bem, não sou contra ebooks. Apenas digo que devemos prestar atenção na opinião dos diferentes leitores de forma objetiva, sem julgamentos prévios pessoais.

        Como editor, cabe a mim observar oque o leitor quer e fornecer, seja impresso ou ebook. Afinal, “Não importa a cor do gato, desde que ele cace o rato”.

        Agora, se meu trabalho dependesse do sucesso dos ebooks, como é o caso dos prestadores de serviços, livrarias e editoras 100% digitais, vendedor de tablets/e-readers, naturalmente também ficaria na torcida, com opiniões parciais. Afinal, o juiz só rouba para o outro time!

        Abraços e obrigado pelo debate. Creio que aprenderemos mais discutindo entre nós do que apenas lermos opiniões formadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *