iba Tem Bom Catálogo, Mas Precisa Melhorar o Serviço

da Redação Ebooks Deixe um comentário

Iniciaremos nossa série de avaliações com a mais recente (e já uma das mais polêmicas, temos recebido muitas críticas) livrarias virtuais brasileiras, a iba. Lançada em 2012, a iba é uma iniciativa da Abril, e abriga não apenas livros, mas também jornais variados e revistas da editora. Uma opção versátil e diferenciada no mercado.

Vamos aos testes.

Aparência geral do site

Avaliação Iba: Introdução ao site

Introdução ao site

Inicialmente, o site é bem clean, com cores contrastantes e fortes. Os cantos arredondados e o uso de cores lembra a Livraria Cultura.

Logo que digitamos o endereço iba.com.br, somos levados a uma home de apresentação, sem espaço para login. É possível, no entanto, escolher que essa introdução não apareça nas próximas vezes. São quatro vídeos apresentados, mostrando o serviço e ensinando como comprar os livros e instalá-los em tablets e computadores.

Cadastro inicial

Clicando no link “Quero participar” o usuário é levado a uma segunda home, onde ficam expostas as revistas disponíveis. O leitor já é convidado a escolher cinco exemplares gratuitos. A seguir, ele escolhe até 10 eBooks – esses são apenas títulos clássicos e de domínio público – também gratuitos e é convidado a preencher email e CPF, sendo redirecionado a um enorme cadastro, que exige endereço e data de nascimento.

Avaliação Iba: Cadastro

Cadastro

São muitos botões, muitas confirmações e muito preenchimento, levando ao menos 10 minutos para apenas fazer o cadastro.

Sendo levado à sua página de cadastro, você pode clicar no banner que conduz à área de downloads de softwares. Você precisa de pelo menos um deles instalado para poder ler alguma coisa.

Há apenas duas opções, uma para Windows e uma para iPad. Ao lado, uma promessa de aplicativo para Android em breve. Nem sequer sinal de informativo para um aplicativo para Mac, Linux, Blackberry, Symbian e Windows Phone. E, mesmo após um tempo de lançamento, não há aplicativo para o popular Android ainda.

Instalando o aplicativo

Escolhemos a instalação para o iPad, que correu sem problemas. O aplicativo é gratuito e fácil de encontrar na App Store brasileira. Já na página do aplicativo, percebemos que sua avaliação é de apenas duas estrelas. Há muitas pessoas reclamando de travamentos e problemas com login.

Avaliação Iba: Aplicativo para iPad

Aplicativo para iPad

No primeiro uso, um manual rápido é apresentado.O aplicativo é bem simples e lembra o visual do site. Você pode visualizar os itens que está lendo, os favoritos e os arquivados. Também pode consultar seu catálogo disponível para download, que de início é formado pelas escolhas feitas no cadastro.

Um primeiro problema: como já havia outro login em meu iPad, deletei o aplicativo e comecei do zero, mas mesmo colocando o novo login, ele continuou a apresentar as revistas do outro login. Os livros também não eram os que eu tinha escolhido nem em um login e nem em outro.

Enquanto deixava uma revista baixando, fui ao site procurar meu jornal gratuito, já que não há nenhum indicativo de onde conseguir isso pelo aplicativo. É estranho: você só pode ler nos aplicativos, mas só pode comprar e consultar o catálogo pelo site.

Quanto ao aplicativo para Windows, pela impossibilidade de testes, ofereço aqui o depoimento de Albano Martins Ribeiro, que participa do grupo de discussão do site:

Recebi dois emails confirmando meu cadastro, e seguir seus links me levou à barafunda. Ao começar a instalação do IBA Reader (ferramenta de leitura no computador dos e-produtos selecionados), começou a via crucis de instalação de toda a tralha microsoftiana que tal aplicativo exige, a começar pelo Fireworks, um mastodonte de download interminável, que foi seguido por mais alguma coisa e por mais uma (e o firewall apitando!) até que, finalmente, apareceu o ícone do famigerado IBA reader no meu desktop. Foi clicar nele para que máquina travasse e só voltasse à vida depois que eu metesse o dedo no reset, meia hora depois.

Rodei o tal IBA Reader mais uma vez. Demorou uma vida, mas entrou. Lá estavam as capas dos livros e revistas que eu tinha pedido. Para baixar os livros, foi bem rápido; para baixar as revistas, daria tempo de ir na banca buscá-las, apesar de minha conexão ser bem razoável (10 Mbps). Mas no meio do download de uma das revistas, o Windows deu um pau como eu não via desde os tempos do 486.

Reiniciei a máquina e fui ver se encontrava os arquivos baixados em alguma pasta. Nada. Bem capaz que sejam gravados num formato que só o IBA reader os leia.

Lendo conteúdo

Avaliação Iba: Prateleira de livros

Prateleira de livros

Nem todos os jornais são gratuitos, apenas os menos populares. Folha, Estadão, A Gazeta, nem pensar. Escolhi um título gratuito e ao clicar em “Download”, recebi um popup avisando que o item estaria na minha biblioteca do iPad. Voltemos ao tablet.

Para encontrar o jornal, tive que refazer o login no aplicativo. O jornal apareceu, mas os livros disponíveis sumiram. Quando não encontra um conteúdo, aparece um popup no tablet pedindo uma nota tentativa. Nova tentativa de quê?

Coloquei o jornal para ser baixado. E com ele, tudo correu bem. Após o download realizei a leitura. Não é nada se comparado aos aplicativos particulares de cada jornal, que apresentam zoom em fotos, possibilidade de ler um artigo por vez, etc, mas mostrou o jornal todo, com possibilidade de zoom de boa qualidade no geral. É o PDF do jornal que vai para a gráfica, provavelmente. Quando tentei acessar o índice de sessões, o aplicativo se desligou.

Vamos à revista. Como são todas da Abril, são bem preparadas para o digital, com animações e alguma interatividade. Os links funcionaram perfeitamente, e a navegação pelo menu também. Nesse quesito, nenhuma reclamação.

Avaliação Iba: Leitura

Leitura

Finalmente, os livros. Haviam dois para serem baixados, nenhum deles a minha escolha no cadastro, mas enfim. Baixei Os Lusíadas, que veio diretamente do Projeto Gutenberg. Não foi sequer tratado, e a formatação é horrível. Apesar de ser gratuito, não incentiva muito novos leitores e conhecedores da tecnologia a comprar ou baixar outro livro.

Tentei navegar pela obra e o aplicativo fechou novamente. Baixei uma segunda obra, Dom Casmurro, e o zoom no texto não reformata o texto, funciona como um PDF, mas com texto selecionável. Mais uma vez, desestimulante. Há alguns ajustes como brilho da tela e cor da marcação e da anotação do texto. Nada de modo noturno, troca de fonte, etc. Há espaço para anotações, mas elas ficam no iPad.

Comprando conteúdo

Deixando de lado o conteúdo gratuito, fui aos eBooks, para testar seu sistema de compra. O catálogo é bem completo, e está recheado dos best sellers do momento. Há conteúdo para todos os gostos e bolsos, com preços que começam em R$9,90 e vão até onde o céu permite.

Avaliação Iba: Ficha do livro

Ficha do livro

Ao entrar na ficha de um livro, percebo que é bem completa. Há informações como ISBN, título, etc. Como podemos ver abaixo, com o livro Mentes Ansiosas, da Objetiva:

Autor(es): Ana Beatriz Barbosa Silva
Editora: Editora Objetiva
Assunto: Psicologia
eISBN-13: 9788539003020
Edição: 1ªª Edição
Idioma: Português
Número de páginas: 208
Formato: EPUB
Impressão permitida: não
Cópia permitida: não

A página do livro é completa. Há uma área que traz conteúdo que saiu na mídia sobre o assunto e uma para opiniões dos clientes, possibilidade de compartilhamento em redes sociais, link para baixar o aplicativo e ícones de informação que explicam o que é o ePub. Ficou faltando, infelizmente, a possibilidade de baixar ou ler diretamente no site uma amostra do livro.

Coloquei o eBook no carrinho. Após essa opção, tive que fazer meu login (saí do login propositadamente para fazer o teste), mas não precisei preencher mais nada. Como opção de pagamento, só há o cartão de crédito de quatro bandeiras diferentes. Poderiam oferecer algum PayPal ou PagSeguro para darem mais opções ao cliente.

Avaliação Iba: Hora da compra

Hora da compra

Após clicar em comprar, fui jogada para a home sem saber o que fazer. Pelo visto, o livro não foi comprado, e ao tentar conferir no iPad, vi que todos os meus livros tinham sumido. Tentei comprar novamente e o eBook já estava no carrinho. Dessa vez tudo deu certo, e o pedido foi efetuado.

Sem instruções do que fazer depois, fui à página de pedidos e vi que o download estava disponível, mas não lá. Voltei ao iPad, ainda sem nenhum livro, nem o novo. Depois de sair novamente do login e entrar de novo, meu eBook comprado estava lá, mas os gratuitos se foram. Mais uma travada no aplicativo e todos os livros estavam lá novamente. Quem entende?

Ao tentar comprar outro eBook, tive de preencher novamente os dados do cartão de crédito. Não há também possibilidade de compra com um clique. Pelo menos, após tudo acertado, a entrega do eBook foi rápida. Não precisei de nenhum login extra, foi só ir ao aplicativo e pedir para baixar o título na minha prateleira.

Preços e catálogo

O catálogo é bem completo. São 25 revistas, mais de 15 jornais e um catálogo que, segundo eles, passa de 7300 eBooks de 170 editoras. O preço é que não agrada muito. Os jornais e revistas têm os mesmos preços que os impressos, incluindo edições mais antigas.

Avaliação Iba: Banca de revistas

Banca de revistas

Não há descontos em relação a outras livrarias. O título Ruth Cardoso, de Ignácio de Loyola Brandão, por exemplo, custava R$29,90 no iba e na Gato Sabido, R$28,41 (promoção de centavos) na Saraiva e não constava na Livraria Cultura. O eBook da biografia de Steve Jobs custava R$32,50 no iba, na Gato Sabido e na Livraria Cultura e R$30,88 na Saraiva

Na home do iba também não há espaços para anunciar promoções, apenas os best sellers. Não é possível realizar busca por preços e não há uma seção que oferece livros gratuitos ou baratos para incentivar a compra inicial.

De acordo com o escrito no site do iba, eles trabalham com o DRM da Adobe, e por isso o conteúdo comprado pode ser acessado em até 6 dispositivos diferentes. Entretanto, em nenhuma hora me foi pedido o Adobe ID, e pude baixar e ler livros, revistas e jornais sem precisar disso. O próprio aplicativo para iPad é feito sobre a plataforma da Adobe, mas foi realmente estranho a falta do login do Adobe ID.

Apoio ao usuário/leitor

Nesse ponto, o iba se mostrou completo. Como disse, logo no início o cliente é convidado a assistir filmes sobre como executar uma compra e como ler o conteúdo adquirido em computadores e no iPad.

Por ser uma plataforma exclusivamente digital, toda a seção de ajuda é voltada para esse fim, e são muitos os tópicos que esclarecem dúvidas para compras, downloads, cadastro, DRM, formatos disponíveis, aplicativo, etc. Os textos são curtos e simples, qualquer pessoa com conhecimentos básicos de tecnologia pode compreender.

Caso sua dúvida não seja esclarecida nas perguntas, é possível entrar em contato com o serviço via mensagem, e após o preenchimento de um cadastro grande, mesmo estando logado. Há também telefones para contato.

Procuramos sobre o site no portal ReclameAqui, um serviço indispensável para quem vai realizar qualquer compra. Na data dessa reportagem, encontramos 63 reclamações para o iba. A maior parte delas diz respeito ao atendimento ao consumidor, que pede 72 horas para retorno e ainda assim costuma demorar mais do que isso.

Há também relatos de problemas para realizar o download dos produtos, e problemas com o cadastro. Para um serviço como esse, não são muitas reclamações, mas é necessário que eles melhorem não apenas o software, mas também o atendimento ao consumidor.

Para os que estão tendo problemas com cadastro, sumiço de livros e revistas, a dica que eu dou e sair do aplicativo, desfazer o login e ligar tudo novamente. Costuma funcionar, pois a base de dados do aplicativo parece instável. Se não resolver, desisntale o aplicativo e faça tudo de novo. Talvez funcione.

Conclusão

O iba é uma plataforma completa que, diferente dos concorrentes, oferece em um só lugar três tipos de conteúdo. É possível até que eles saiam com música e filmes em algum tempo no futuro, quem sabe.

A plataforma começou com uma enorme variedade de títulos mas, assim como seus concorrentes nacionais, possui um aplicativo pífio, que ainda por cima está disponível para poucas plataformas. O aplicativo para iPad trava e se desliga com frequência, some com o conteúdo e requer paciência no uso. O visual no geral é bonito, e a ficha dos livros é bem completa.

O processo de compra não é dos mais simples (como o da Amazon), mas não apresentou muita dificuldade. O preço não é diferente dos demais, e por isso não merece ressalvas. O grande problema na compra está nas poucas opções de pagamento.

Prós:

  • Catálogo extenso de revistas, jornais e eBooks;
  • Possui aplicativo próprio;
  • Reúne revistas, livros e jornais em um só lugar;
  • Conteúdo exclusivo de revistas da Abril.

Contras:

  • É preciso comprar no site e ler no aplicativo;
  • Atualmente, aplicativo para apenas duas plataformas;
  • O aplicativo trava em muitas situações;
  • Só é possível pagar com cartão de crédito.

Tabela comparativa

 

Nomeiba
Siteiba.com.br
AparênciaClean
Cadastro2 etapassimples, mas pede CPF
PlataformaWindows/iOS (iPad apenas)
Instalaçãodemoradacomplicada
Conteúdobastanteótimo
Facilidade de comprafácil, quando o livro não some
Preçosno padrão
Suporteexistenteemail/telefone/chat

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

Simplíssimoiba Tem Bom Catálogo, Mas Precisa Melhorar o Serviço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *