Blomsburry Cria Selo Digital e Relança Obras Antigas – artigo

13/10/2011
 / 
por Colaboração do leitor
 / 

Revolucaoebook.com.br

Mais uma das boas possiblidades do livro digital está dentro dessa notícia. A Bloomsburry, editora do famoso Harry Potter, resolveu aproveitar as vantagens do livro digital.

Criou um selo digital de nome Bloomsburry Reader e resolveu colocar à venda obras antigas que estavam perdidas nos arquivos da tradicional editora. Após uma primeira conversação com autores e herdeiros sobre os direitos autorais, já conseguiu liberar 230 eBooks, e pretende elevar esse número para 500 até o final do ano.

Autores como Edith Sitwell, Monica Dickens, VS Pritchett, Alan Clark, Cecil Day-Lewis, HRF Keatin e tantos outros terão suas obras de volta às prateleiras, mesmo que virtuais. E quem ganha com isso? Todo mundo, oras. O leitor terá acesso novamente a clássicos que já não via mais, a editora voltará a ganhar com livros fora de circulação e os autores ou seus herdeiros ganharão com os direitos autorais. Todo mundo ganha, e a cultura só fica mais rica com isso.

Os títulos, que também estarão disponíveis para POD (print on demand) deverão ser vendidos a 6,98 libras no Reino Unido e US$8,99 nos Estados Unidos. “Não estamos colocando preços muito baixos – acreditamos que seja um valor apropriado, menor do que um livro de frontlist com capa mole, mas não tão baixo que desvalorize o livro em si. Com a constante pressão no preço dos livros corremos o risco de chegar a um ponto em que os autores não consigam mais escrever – queremos manter o valor do livro” desabafou Stephanie Duncan, editora do selo.

O Guardian afirma que os royalties pagos aos donos dos direitos autorais estão mais altos do que a média paga, mas não há pagamento adiantado.

Essa é uma tendência que provavelmente passaremos a ver em maior número daqui para frente. Obras fora de catálogo, backlists e tantos outros livros negligenciados deverão fazer parte das prateleiras virtuais em breve.

Blomsburry Cria Selo Digital e Relança Obras Antigas

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

13/10/2011
 / 
por Colaboração do leitor
 / 

Revolucaoebook.com.br

Mais uma das boas possiblidades do livro digital está dentro dessa notícia. A Bloomsburry, editora do famoso Harry Potter, resolveu aproveitar as vantagens do livro digital.

Criou um selo digital de nome Bloomsburry Reader e resolveu colocar à venda obras antigas que estavam perdidas nos arquivos da tradicional editora. Após uma primeira conversação com autores e herdeiros sobre os direitos autorais, já conseguiu liberar 230 eBooks, e pretende elevar esse número para 500 até o final do ano.

Autores como Edith Sitwell, Monica Dickens, VS Pritchett, Alan Clark, Cecil Day-Lewis, HRF Keatin e tantos outros terão suas obras de volta às prateleiras, mesmo que virtuais. E quem ganha com isso? Todo mundo, oras. O leitor terá acesso novamente a clássicos que já não via mais, a editora voltará a ganhar com livros fora de circulação e os autores ou seus herdeiros ganharão com os direitos autorais. Todo mundo ganha, e a cultura só fica mais rica com isso.

Os títulos, que também estarão disponíveis para POD (print on demand) deverão ser vendidos a 6,98 libras no Reino Unido e US$8,99 nos Estados Unidos. “Não estamos colocando preços muito baixos – acreditamos que seja um valor apropriado, menor do que um livro de frontlist com capa mole, mas não tão baixo que desvalorize o livro em si. Com a constante pressão no preço dos livros corremos o risco de chegar a um ponto em que os autores não consigam mais escrever – queremos manter o valor do livro” desabafou Stephanie Duncan, editora do selo.

O Guardian afirma que os royalties pagos aos donos dos direitos autorais estão mais altos do que a média paga, mas não há pagamento adiantado.

Essa é uma tendência que provavelmente passaremos a ver em maior número daqui para frente. Obras fora de catálogo, backlists e tantos outros livros negligenciados deverão fazer parte das prateleiras virtuais em breve.

Blomsburry Cria Selo Digital e Relança Obras Antigas

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário