B&N Lança Novo Nook e Mexe com o Mercado – Matéria Completa

da Redação Notícias Deixe um comentário

O jogo de xadrez continua e mais uma vez a Barnes & Noble sussurra “cheque”. Percebendo que estava perdendo campo com sua tablet para o Amazon Kindle Fire, a tradicional rede de livrarias americana lançou uma nova versão de seu tablet nook, com preço reduzido e mais espaço interno, deixando-o completamente concorrente do aparelho de Jeff Bezos.

Antes custando US$249, o nook tablet agora custa US$199, o mesmo preço do Kindle Fire. Além do espaço interno maior – agora são 8GB, com 6GB disponíveis para o usuário –, há também espaço para cartão de memória microSD e uma tela ligeiramente melhor do que a do concorrente (de acordo com a equipe da CNET). Há também o conserto de bugs e melhorias no sistema.

Entretanto, ainda não está disponível para o nook a plataforma de conteúdo que existe para os usuários do Fire. Enquanto que com a assinatura Prime da Amazon há o acesso a milhares de filmes, livros e músicas, no nook você ainda depende de serviços de terceiros como o Netflix. Além disso, a memória RAM do nook tablet foi reduzida de 1GB para 512MB.

Confira um vídeo do novo aparelho:

httpv://www.youtube.com/watch?v=ZnI6rImGzhg

Próximos passos

Agora, resta saber se a Amazon irá responder a essa manobra da B&N. Com o novo aparelho, a Barnes & Noble passa a oferecer um aparelho praticamente idêntico ao Kindle Fire, e passa a ser um jogador muito mais ameaçador.

Também é uma dó perceber a redução de memória e de espaço, mas é importante que a B&N não perca dinheiro nesse negócio. Ao contrário da Amazon, a rede de livrarias não pode ficar se dando ao luxo de encarar prejuízo ano após ano, sem correr o risco de quebrar. E no caso de espaço, um modelo com 16GB é vendido aos antigos US$249 – que também podem ser resolvidos com um cartão de memória.

Nook color também foi lembrado

E para esquentar ainda mais a panela, a B&N também anunciou um corte no preço de seu antigo aparelho colorido, o nook color. Antes custando US$199, agora ele cai para US$169, tornando-o bem atraente para quem apenas quer uma leitura colorida, sem briga de sistema operacional. O produto é agora um dos tablets de leitura mais baratos do mercado, uma facada na Amazon.

No mesmo dia, B&N anuncia resultados do último trimestre

Junto com o lançamento do nook, a empresa lançou também seus dados para o Q4 de 2011. Quanto aos negócios do nook, tudo bem: um crescimento de renda de 38% em relação ao mesmo período do ano anterior, chegando a US$542 milhões. As vendas de aparelhos cresceram 64%, enquanto que as de conteúdo cresceram 85%.

No geral, a Barnes & Noble informou que as vendas totais aumentaram 5% em relação ao ano anterior, de US$2,3 bilhões para US$2,4 bilhões. As vendas no varejo aumentaram 2% a partir de US$1,46 bilhões para US$1,49 bilhão.

“No terceiro trimestre, nosso tráfego e as vendas nas lojas foram as mais altas que já vimos em cinco anos. Nossas vendas de livros físicos em nossas lojas aumentaram mais de 4% sobre o ano passado… É importante ressaltar que o nosso negócio Nook de conteúdo digital continua a crescer rapidamente, e de acordo com algumas das maiores editoras norte-americanas, mantivemos ou ligeiramente ganhamos participação no mercado de eBook durante o terceiro trimestre.” afirmou William Lynch, CEO da empresa.

No entanto, o lucro da empresa após de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) caiu 12% em relação ao ano anterior, de US$170 milhões para US$150 milhões. O prejuízo com a BN.com aumentou de US$50 milhões para US$94 milhões, uma vez que a empresa continuou a investir no Nook, seu negócio de rápido crescimento, incluindo custos de publicidade e de pessoal.

Analistas diminuem otimismo em relação ao Kindle Fire

E nem bem aconteceu o lançamento, e os analistas já não estão mais tão animados com o Kindle Fire. Uma notícia dada no site eBookNewser afirma que Anthony DiClemente, analista da Barclays, baixou suas expectativas de vendas para os aparelhos de leitura da Amazon. Ao invés de 18.4 milhões de Kindle Fire vendidos, DiClemente agora aposta em 17.1 milhões. As vendas dos eReaders Kindle caíram de 23.8 milhões para 18.4 milhões nas contas do analista.

Com informações do eBook Friendly, eBook Newser, Good E-Reader e The Bookseller.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoB&N Lança Novo Nook e Mexe com o Mercado – Matéria Completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *