15 milhões de brasileiros comprando eBooks? Quem encontrar avise

Eduardo Melo Ebooks, Notícias 10 Comments

Recentemente a Bowker, empresa americana especializada em informações bibliográficas, divulgou que Índia e Brasil representam o segundo e o terceiro mercado de eBooks no mundo. E listou o Brasil como sendo o 3º mercado em número de compradores de eBooks, como mostra o gráfico abaixo, com quase 15 milhões de compradores de ebooks nos últimos 6 meses.

Pesquisa da Bowker

Nada contra o otimismo, mas… o número é surpreendente. Surpreendente demais. E tem um problema: não encontra amparo na realidade. Se existem de fato quase 15 milhões de compradores brasileiros, onde estão eles? O resultado é muito discrepante na comparação com os resultados obtidos na 3ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, que apontou cerca de 1,2 milhão de compradores de eBooks no Brasil. Mesmo este número da nova pesquisa Retratos parece exagerado, quando consideramos o cotidiano que mostra uma realidade muito mais modesta.

Evidências apontam no sentido oposto

A Saraiva, maior rede nacional, reportou em abril que tinha um faturamento mensal com eBooks de R$ 300 mil. Não podemos saber se isso é o lucro da Saraiva, ou o faturamento total com eBooks. Seja o que for, o número revela indiretamente que ainda são poucos os compradores de eBooks, ao menos comparando às pesquisas.

Se o preço médio de cada eBook fosse R$ 12,00, isso representaria cerca de 25 mil compras, caso os R$ 300 mil faturados pela Saraiva fossem o total bruto das vendas. Poderia representar o dobro, cerca de 50 mil compras, se os R$ 300 mil fossem somente o lucro da Saraiva. Dificilmente mais do que isso, até porque, o preço dos eBooks é bem maior que R$ 12 na média, como vemos periodicamente nas análises da coluna Estamos de Olho. As outras livrarias brasileiras, com escalas menores que a Saraiva, estão longe de ter resultados muito melhores.

Mais uma evidência que vai contra os resultados de ambas as pesquisas, é o número de eBooks em português disponíveis para venda. Em fevereiro deste ano, não passavam de 12 mil eBooks, considerando a oferta das grandes livrarias nacionais, mais a Amazon. Para fins de comparação, existem mais eBooks à venda em alemão, em um único site (43 mil eBooks no site da Libreka), do que eBooks em português em todas as lojas brasileiras juntas. Será possível que, com uma oferta tão baixa de eBooks à venda, existiriam 15 milhões, ou mesmo 1 milhão de compradores?

Para uma oferta de livros tão baixa em nossa língua, o volume de compradores parece muito desproporcional. Se considerada a pesquisa brasileira, mais ainda. Quem tem razão? São 15 milhões de brasileiros comprando eBooks, como diz a Bowker? 1.2 milhão, como diz a pesquisa Retratos? Provavelmente, nenhuma das duas, como vemos aqui.

Entramos em contato pelo Twitter com Kelly Gallagher, da Bowker, que apresentou estes números, para consultar qual a metodologia adotada pela Bowker para obter o resultado de 15 milhões de compradores brasileiros de eBooks. Assim que tivermos o esclarecimento, incluiremos aqui.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Eduardo Melo

Eduardo Melo é fundador da Simplíssimo e seu diretor-executivo desde 2010. É licenciado em História e Mestre em Teoria da Literatura.

Simplíssimo15 milhões de brasileiros comprando eBooks? Quem encontrar avise

Comments 10

  1. Olha eu não sei números mas fazem dois anos que não compro mais livros físicos, compro e-books só na Amazon e Kobo por causa dos preços, comprar também e-book no Brasil é pagar caro, a realidade brasileira tem que mudar para incentivar compradores de e-books.

  2. Eu tambem concordo e acho que os numeros estao otimistas de mais. Mas uma coisa que deve ser levada em conta tambem é que eu sou consumidor de ebooks mas nao comprei nenhum em portugues este ano. Entao, assim como eu, deve existir um grannde numero de consumidores brasileiros de ebook em outras linguas. E acho tambem que as editoras nacionais ja deveriam lancar os novos livros nos dois formatos simultaneamente, pois deixei de comprar um lancamento recente logo que vi o anuncio na internet, pois nao encontrei sua versao digital. Acredito que o mercado brasileiro ainda nao esta deste tamanho da pesquisa, mas tambem acredito que esta em plena expansao.

  3. Esse número é irreal mesmo levando em conta os ebooks ofertados gratuitamente para download! Não faço a mínima ideia de onde a Bowker tirou esse resultado… Vamos aguardar o pronunciamento deles.

  4. Eu ainda não comprei e-books em sites brasileiros. Todos os que adquiri são da Amazon (Kindle no iPad). Seria interessante a Amazon apresentar os números relativos ao Brasil para tirarmos a prova.

  5. Pingback: 15 milhões de brasileiros a ler ebooks? | eBook Portugal

  6. Esses números podem ser mascarados pelas compras de brasileiros fora do ambiente Brasil. O livro brasileiro, no geral, não é bem visto no formato e-book, e os leitores com quem me relaciono afirmam não gostar de ler e-books e não se interessarem por livros digitais por não possuirem um leitor. Como escritora que já vendeu o próprio e-book na Amazon por 1,99, acredito que estes números estejam totalmente inflacionados ou equivocados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *