sigil icon

Bugs do Sigil Nas Diferentes Plataformas

Hermida Notícias Deixe um comentário

O Sigil já é mais que fundamental na produção e manipulação de arquivos ePub, e vem melhorando a cada versão. Todavia, não deixa de ter seus erros. Como já disse, o Sigil é multiplataforma, roda nos principais sistemas operacionais (Windows, Linux e Mac) tanto em plataformas x86 quanto 64, o que é muito bom. Mas (e sempre tem um “mas”) não é perfeito, e alguns bugs (já relatados) podem ser desastrosos para uma correção. Vamos ver a seguir o erro mais grave de cada plataforma e como contorná-los, evitando, assim, a inserção de novos erros à correção.

Windows: Talvez este seja o menos grave dos erros. Dá mais dor de cabeça em livros complexos do que causa danos aos arquivos.

A cada busca na área de código, ao retornar para a edição gráfica, o foco desloca-se alguns parágrafos para baixo, fazendo com que o usuário tenha que procurar que parágrafo foi editado.

Linux: O bug mais perigoso na versão para Linux é o seguinte:

Sigil desaparece com o texto no Linux

Todas as vezes em que você seleciona um texto (interface gráfica) e passa à visão de código, o texto selecionado desaparece. O programa dá um espaço, nessa transição. Outro inconveniente, é o seguinte: se seu cursor estiver no meio de uma palavra, ele, igualmente, dará um espaço entre os caracteres.

Bem, isso só acontece quando o cursor está entre letras, o que faz com o que tenhamos que nos acostumar a colocá-lo, sempre, no início ou final do parágrafo que será editado.

Se estiver com o cursor no meio de uma palavra, o Sigil insere um espaço

Mac: Em escala, o mais problemático dos erros: na última versão do Sigil, os usuários de Mac vêm enfrentando um problema que pode ser descrito em uma palavra: crash.

O programa simplesmente trava. No geral, o arquivo é salvo durante o fechamento forçado do programa. Todavia, já vi casos de o arquivo perder as alterações desde o último save e, em uma ocasião, corromper o arquivo, tornando-o inutilizável.

O que fazer? Backups de tempos em tempos.

Por último, porém não menos importante, não custa lembrar aos que estão começando a usar o Sigil o passo inicial quando  programa é usado pela primeira vez:

Desmarcar as opções de autocorreção.

Por que? Simples, do contrário, perdemos o controle sobre o que ele julga errado e resolve corrigir por nós.

Em todos casos, já reportei o bug para o desenvolvedor. Sempre que perceberem algo desse tipo, comuniquem ao desenvolvedor pelo site do projeto: http://code.google.com/p/sigil/.

Versões testadas:
Sigil 0.5.3
Windows 7 Professional 64
Fedora 16 X86
MacOS Lion

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoBugs do Sigil Nas Diferentes Plataformas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *