Cinco passos para combater a pirataria de eBooks

Daniel Pavani Autores, Ebooks, Notícias 1 Comment

Quando os livros possuíam apenas versões impressas, sua cópia já era considerada um crime. Porém, para livros de mais de mil páginas, por exemplo, era um trabalho muito cansativo para qualquer “pirata”. Mas, chegada a era digital, os eBooks passaram a sofrer do mesmo mal que as músicas, filmes e imagens: copiar um arquivo e redistribuí-lo ilegalmente é muito simples.

Autores e editoras que trabalham com livros digitais têm sempre a preocupação de como combater esta prática e o MediaBistro decidiu “dar uma força”. O site publicou uma espécie de manual de como verificar se um livro está sendo distribuído ilegalmente na internet. Claro, existem empresas que fazem este tipo de serviço mas, para um autor independente ou editora menor, pode ser um valor muito fora do orçamento.

Cinco passos são sugeridos, envolvendo tanto medidas “braçais”, como verificar site por site se o livro está lá, ou mesmo medidas legais, como acionar os órgãos fiscalizadores da manutenção dos direitos autorais.

  1. Ajustar um alerta Google: Com o Google Alerta, o autor consegue marcar um termo de busca específico (o título do livro, por exemplo, ou mesmo seu nome) para que ele seja avisado sempre que novos conteúdos com este termo forem indexados pelo Google.
  2. Fazer uma busca manual em sites de compartilhamento de arquivos – que todos sabem, são muitos por aí. Busque pelo nome do autor ou da obra, ou por variações possíveis que os piratas podem fazer justamente para dificultar buscas automáticas por sistemas de proteção (i.e. M0by D1ck, no lugar de Moby Dick).
  3. Enviar notificação ao Digital Millenium Copyrigth Act (DMCA), avisando do material ilegalmente presente no site. Em geral, todos os sites de compartilhamento de arquivos possuem na parte inferior da página um formulário do DMCA que pode ser preenchido por qualquer usuário com uma denúncia.
  4. Salvar a lista dos sites em que forem encontradas cópias piratas. Após as buscas manuais por sites que contenham cópias ilegais, é importante salvar os sites em que elas forem encontradas, a fim de que se possa realizar uma busca periódica nas páginas.
  5. É importante que esta lista seja também enviada à editora, que, assim como os autores, também têm interesse em não permitir cópias piratas e podem ajudar nesta fiscalização e combate.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Daniel Pavani

SimplíssimoCinco passos para combater a pirataria de eBooks

Comments 1

  1. Faltou mais um, talvez o principal:

    6. Editoras não colocarem o preço do e-Book equivalente ao preço de um livro físico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *