Com vendas fracas, pequenas livrarias digitais fecham as portas

Eduardo Melo (Simplíssimo) Ebooks, Mercado, Notícias 4 Comments

Toda semana abre uma nova startup, que promete revolucionar o mercado editorial e blá, blá, blá. E assim tem sido por bastante tempo. Porém, agora que o mercado digital está ficando mais maduro no exterior, as empresas que não dão lucro começaram a fechar. E as que estão fechando primeiro, são as pequenas livrarias online.

Nas últimas duas semanas, pelo menos duas fecharam as portas e tiveram seus fechamentos noticiados: Booki.sh (australiana) e Books on Board (americana).

A Booki.sh é uma distribuidora de ebooks, que fez parcerias com livrarias independentes, que vendiam os ebooks da Booki.sh e ganhavam uma comissão por isso. A empresa pertence à gigante Overdrive, principal fornecedora de ebooks para bibliotecas nos EUA. Com um catálogo fraco, sem acesso aos acervos das grandes editoras, a operação permaneceu irrelevante desde o seu lançamento, em 2011. No final de março, a Booki.sh anunciou a suspensão das vendas de ebooks.

Já a Books on Board, livraria de ebooks que inaugurou em 2006, não conseguiu acompanhar a competição com as grandes empresas de tecnologia. Segundo o site The Digital Reader, a empresa deve repasses das vendas para os seus parceiros.  Esta semana, comunicou aos clientes a suspensão das vendas.

A competição contra Apple, Amazon & cia, é duríssima. Se mal e mal as grandes livrarias conseguem competir, imagine as pequenas livrarias. Mais  especificamente, as pequenas livrarias que vendem catálogos genéricos. Estas livrarias enfrentam pelo menos 4 problemas sérios na competição online:

  1. Não conseguem oferecer um serviço melhor que Apple, Amazon & cia;
  2. A experiência de compra é muito difícil, ruim mesmo;
  3. Seus catálogos, invariavelmente, são menores que os das empresas de tecnologia e não se diferenciam de nenhuma forma;
  4. Suas marcas não as destacam, de nenhum modo, das competidoras.

Tentar vender um pouco de tudo, para todos, só funciona para as grandes empresas de tecnologia. Para uma livraria pequena, é a receita do fracasso – estou pensando, sempre, no ambiente online.

Se eu fosse um pequeno livreiro digital (ainda bem que não sou, porque estaria sofrendo uma ansiedade muito grande), minha primeira providência seria estudar um novo modelo de negócio, em que me dedicasse a atender um nicho específico de leitores. Uma livraria online de direito, de administração, religiosa (espírita, cristã católica, cristã pentecostal), algo nesta linha. Melhor oferecer um acervo digital muito selecionado, que atenda poucos mas fieís clientes, do que tentar vender de tudo um pouco, para ninguém. Outras sugestões?

SimplíssimoCom vendas fracas, pequenas livrarias digitais fecham as portas

Comments 4

  1. Pingback: Com vendas fracas, pequenas livrarias digitais fecham as portas

  2. Certa vez, entrei em contato com a FEB (Federação Espírita Brasileira), logo depois que eu comprei meu primeiro Kobo Touch, a fim de saber se eles tinham livros disponíveis no formato e-book. Não tinham e a menina que me atendeu não sabia que formato era aquele e pediu que eu entrasse em contato com o departamento de informática da editora. Após isso, acessei um site francês de assuntos espíritas e lá eles tinham .doc, .pdf e ebook. Assim, baixei todas as obras básicas do Espiritismo em francês, no formato ebook. Isso nos leva a crer que as editoras (não sei as estatísticas, se todas ou parte delas) não estão acompanhando as tecnologias. No caso da FEB, por exemplo, aquela editora disponibiliza apenas as obras básicas de Allan Kardec em formato .pdf. Acredito que as mesmas obras poderiam estar disponíveis em outros formatos, já que está em domínio público. Um palpite que eu tenho é que eles estão se resguardando contra a pirataria. É possível que os livros vendidos por aquela editora fossem facilmente postos à disposição em outros sites que, por sua vez, disponibilizariam os seus livros sem repassar os valores dos direitos autorais. Mas isso é um palpite.

  3. Nossa Lúcio, existem vários livros espíritas editados pela FEB em epub e mobi para comprar, e não apenas as obras básicas, normalmente custando menos de dez reais. Apenas falastes com as pessoas erradas. É só procurar em sites como amazon e gatosabido e vais achar muitas coisas. Eu mesmo tenho vários e-books do Irmão X e já comprei e estou lendo a edição digital do evangelho.

  4. Pingback: Loja iba suspenderá venda de ebooks; há risco de usuários perderem acesso aos ebooks | Revolucaoebook.com.br - Publique seu eBook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *