Comentário: novo eBook de J.K. Rowling, vendido a US$ 19,99, é um convite à pirataria?

eduardo Autores, Ebooks, Notícias 1 Comment

O novo livro da autora de Harry Potter, The Casual Vacancy, romance para adultos com 512 páginas, não vai sair barato. Os fãs incondicionais podem até não se importar, mas será que o público em geral vai aceitar  pagar mais caro? O preço oficial do eBook será US$ 19,99, e da versão capa dura, US$ 35,00. Na Barnes and Noble, a versão capa dura está em pré-venda com desconto por US$ 21,00. Mas a versão eBook segue pelo mesmo valor, US$ 19,99.

A média dos lançamentos digitais de literatura costuma oscilar entre US$ 9,99, US$ 12,99 e US$ 14,99. Esta é a primeira obra da autora fora do universo de Harry Potter, desde a conclusão da série, de modo que há bastante expectativa em torno do lançamento. Porém, outra obra que foi muito aguardada, a biografia de Steve Jobs, foi vendido em eBook por US$ 14,99 na época do seu lançamento. Portanto, mesmo para os padrões do principal mercado digital, o americano, é um preço elevado.

O que teria levado a essa escolha? Qualquer reflexão é especulativa. Mas como palpitar é grátis… o meu palpite é que esta diferença serve para cobrir o “custo” da pirataria. Rowling sabe, melhor do que ninguém, o tamanhp da pirataria das suas obras. Tanto que demorou anos para lançar eBooks de HP oficialmente.

Aumentar US$ 5 em cada eBook seria uma forma de cobrir o prejuízo, dentro do raciocínio de que fãs que pagam US$ 14,99, também pagam US$ 19,99. Reconheço que é um pensamento perverso, afinal, os compradores estariam pagando pela leitura grátis dos “compartilhadores” de arquivos. Mas não deixa de ter certa lógica.

O problema, na minha visão, é que um preço destes vai assustar os consumidores que não são fãs da autora. Especialmente se a diferença de preço entre o impresso e o digital for tão pequena. Pode acontecer que estes consumidores nunca comprem o eBook, e optem pela versão impressa. E também pode acontecer que estes leitores escolham procurar uma versão pirata. É aquela história: vale a pena escolher um remédio que termina matando o paciente?

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoComentário: novo eBook de J.K. Rowling, vendido a US$ 19,99, é um convite à pirataria?

Comments 1

  1. Só para ver se eu entendo um pouco melhor esse ‘mercado’ de vocês.
    Não é comum a prática de lançamento de autores de Best Sellers vender mais caro no lançamento para garantir um melhor retorno dos mais afoitos e depois ir reduzindo o preço de acordo com as vendas?
    A Pottermore não abaixo os preços quando percebeu que havia uma grande pirataria dos livros acontecendo e conseguiu aumentar as vendas em detrimento à pirataria?
    Se um livro é muito pirateado isso não é sinal de que ele tem público e por sua vez pode ser considerado um produto de sucesso, e também como consequência tem as aumento das vendas devido a pirataria?
    Se tudo acima for verdadeiro, será que eu também, mesmo não sendo editor, poderia especular que a estratégia é:
    JK Rowling é uma autora visada para Best Seller,
    os mais afoitos e honestos vão pagar mais caro para serem os primeiros,
    isso gera um ganho mais rápido dos ‘custos’ de lançamento,
    e depois podem controlar o preço acompanhando a pirataria e manter as vendas,
    e caso a pirataria fuja do controle (ou não) ainda pode funcionar como ferramenta de marketing?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *