Devagar e sempre: mil quadrinhos auto-publicados em um ano

da Redação Ebooks, Mercado, Notícias

De acordo com o ICv2, o mercado de quadrinhos digitais cresceu, de maneira promissora, cerca de 25% nos primeiros 9 meses de 2013 (depois de quase triplicar de tamanho em 2012), mas o mesmo não pode ser dito a respeito das plataformas de quadrinhos digitais auto-publicados.

A ComiXology, portal de quadrinhos digitais, revela que no ano de 2012 a ComiXology Submit, sua plataforma de auto-publicação, recebeu pouco mais de mil títulos, o que é pouco quando comparado ao mesmo número alcançado pela Smashwords em 2008, quando “O que é um eBook?” ainda era uma pergunta comum, mesmo entre os autores.

Atualmente, eBooks e quadrinhos digitais são meios conhecidos e reconhecidos, o que faz com que surja a seguinte dúvida: Qual o motivo para o baixo número de auto-publicações de quadrinhos digitais recebidas pela ComiXology? Segundo Nate Hoffelder, blogueiro da The Digital Reader, existem várias possibilidades. A primeira, e mais óbvia delas, é a questão dos direitos autorais, que diminuem a taxa de obras que podem ser aceitas. A outra, é a chance de os criadores de quadrinhos digitais estarem valendo-se de outros meios para distribuir seus títulos – Graphicly , por exemplo. Por último, porém menos provável, é que talvez não exista muito interesse em quadrinhos digitais auto-publicados, fazendo com que sua procura e demanda sejam baixas.

Para ler mais a respeito da participação da ComiXology no mercado de quadrinhos digitais, acesse o The Digital Reader.

 

 

SimplíssimoDevagar e sempre: mil quadrinhos auto-publicados em um ano