3º Congresso Internacional CBL do Livro Digital

Congresso Internacional CBL do Livro Digital – YoungSuk Chi

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Teve início o Congresso Internacional CBL do Livro Digital. Com Karine Pansa inciando os trabalhos, Mona Dorf foi a mestre de cerimônias e apresentou YoungSuk Chi, do IPA.

Chi fez em sua palestra “Persecptiva para o livro: hoje e amanhā” um panorama básico sobre a chegada do livro digital e os dispositivos portáteis (veja também o resumo desta palestra por Eduardo Melo), que com o passar dos anos teve seu preço cada vez mais baixo. O preço dos aparelhos foi fundamental para o aumento das vendas dos eBooks.

A internet também foi peça chave, uma vez que trouxe acesso a conteúdo. Entretanto, a Internet trouxe a cultura do gratuito. Nascidos após 1980 também consideram que tudo deve ser fácil, e se nāo está na Internet, não existe.

Chi também afirma que editoras nunca foram tāo importantes. Novos autores e ferramentas estāo surgindo, o conteúdo está melhor distribuído. Desde o surgimento da prensa de Gutemberg, os livros só aumentaram, e com a Internet aumentaram mais ainda.

Empresas de tecnologia sāo parcerias das editoras, mas deverá acontecer uma espécie de guerra pelo controle do modelo de negócio. Nāo vai bastar ser bom em apenas alguns items do mercado, Será necessários ser bom em tudo: conteúdo, entrees, relacionamento, etc.

A experiência será a base da receita. É como o futebol: é possível assistir de graça pela televisāo, pagar pouco para sentar no final da arquibancada ou pagar caro para sentar na frente. Sāo diversas as camadas de experiência, e ler é uma experiência.

Editoras terāo de fazer mais do que entregar conteúdo, pois o valor percebido doc conteúdo está sendo reduzido, pois há informaçāo gratuita e de qualidade na Internet. Será preciso agregar valor ao conteúdo, e as experiências farāo isso.

De forma geral as editoras estāo se saindo bem em relaçāo a outras indústrias de mídia. Chi afirma que por mais que as empresas de tecnologia tented, nāo possuem o conteúdo das editoras, apenas distribuem os arquivos.

John Perry Barlow da Wired afirma que no futuro o conteúdo será gratuito, e as experiências serāo cobradas. Editoras precisam aprender a cobrar pelas experiências.

Sobre pirataria e problemas de Sistemas, Chi declara que é necessário correr riscos, e isso nāo pode impedir editoras e livrarias de arriscar. Soluções novas e mais modernas chegam toda hora e trazem segurança.

BaaS – o livro como serviço, aluguel de conteúdo, entre tantas outras soluções sāo os caminhos a seem seguidos. É preciso pensar além do que já conhecemos. Gerou um pouco de polêmica o padrāo de consumo, pois Chi disse que a tendência sāo os textos menores, ou mais fragmentados. A questāo é estimular os editoras a pensar em novas formas de oferecer o conteúdo.

No final, a palestra de Chi foi básica, foi Mai’s ou menos o que já sabemos. Ainda assim, credo aue foi uma boa abertura, interessante para abrir a mente dos presentes que preencheram quase que totalmente o auditório da Fecomércio.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoCongresso Internacional CBL do Livro Digital – YoungSuk Chi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *