Conheça o futuro do eBook nos próximos 70 anos

Eber Freitas Dicas, Notícias 1 Comment

Futurologia é uma ‘filosofia’ bem steampunk. No final do século 19, os folhetins publicavam gravuras ilustrando trânsito aéreo (um caos de zepelins e balões), casas suspensas e outras bizarrices inimagináveis. Nem Júlio Verne, famoso por algumas previsões certeiras, conseguiu inventar uma descrição factível da cidade-luz cem anos após sua geração. Mas será que é possível prever o futuro dos eBooks?

Para o cronista James Warner, da bem-humorada editora Timothy McSweeney, sim, é possível. Com os pressupostos filosóficos de que dispomos atualmente (como a ‘modernidade líquida’, de Zigmunt Bauman) e o volume de informações infinitamente superior ao da Era Vitoriana, pode-se imaginar como será o mundo dos livros em uma janela de 70 anos. E foi o exercício de futurologia que Warner fez.

Ele não fugiu do absurdo – mas essa não foi a intenção, já que o texto tem uma boa dose de bom humor. No entanto, é impossível não se entristecer com um possível futuro onde as histórias não serão mais lidas, e sim implantadas em nosso cérebro por eletrodos.

Confira abaixo algumas das suas conjucturas.

2020 – todos os livros serão interativos e multi-plataforma;

2030 – todos os livros estarão na nuvem e serão desenvolvidos via crowdsourcing. A indexação pós-coordenada já é uma realidade… por que não os livros escritos por mil mãos? Mas até as reações faciais dos leitores serão lidas por seus dispositivos e se converterão em informação para a editora e autor;

2040 – autores serão como Tamagotchis. Autores poderão ser “adotados” e alimentados pelos leitores através da compra de livros. Se algum deles morrer, o leitor perde “pontos sociais” – vamos esperar que isso não aconteça;

2050 – leitura analógica será simulada digitalmente. Isso já acontece hoje;

2060 – livros físicos, o retorno. Em todos os tempos, existirão hipsters e saudosistas;

2070 – todos se tornarão ciborgues. A narrativa será redefinida por novas interfaces entre cérebro e computador, e as histórias serão implantadas por meio de eletrodos no cérebro;

2080 – a “Era de Ouro” da informação fluida. Os livros serão transmitidos por aromas e odores… toda a informação estará no cheiro.

Confira o texto completo no site da McSweeney’s.

Via Ebook Friendly

SimplíssimoConheça o futuro do eBook nos próximos 70 anos

Comments 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *