Google Books

eBooks da Loja do Google Agora Podem Ser Baixados e Lidos no Navegador Chrome

da Redação Ebooks, Notícias 2 Comments

De acordo com o site Inside Google Books:

Bem, aqui está uma notícia boa tão esperada! O Google eBooks agora oferece suporte a leitura offline no Google Chrome. Se você está voando pelo ar, viajando através do campo europeu, ou, simplesmente, enfrentando conexões de rede intermitentes, pode sempre ler seus eBooks em seu navegador Google Chrome ou em seu Chromebook [notebook da Google].

O serviço é uma resposta ao bem similar ao Kindle Cloud Reader da Amazon, que também permite aos seus leitores ler livros diretamente no navegador, com a desvantagem desses arquivos não poderem ser lidos sem a presença da internet. Dessa forma, a Google sai na frente, com um serviço que permite a leitura mesmo offline, prático para aviões ou locais sem conexão com a internet.

Já mostramos em outro post que o HTML5 começa a ser firmar como boa plataforma para publicações digitais por ser agnóstico, isso é, se adapta a toda plataforma, e também por ser lido por navegadores, tipo de aplicativo encontrado em praticamente todos os dispositivos eletrônicos usados para leitura, como notebooks, tablets e smartphones. Com esse serviço, isso faz todo o sentido.

Testei o sistema com livros gratuitos do Google Books e tudo funcionou perfeitamente, mesmo sem internet.

Para ler os livros direto no navegador, basta baixar esse aplicativo em seu navegador Chrome. É gratuito.

Com informações do Good E-Reader.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoeBooks da Loja do Google Agora Podem Ser Baixados e Lidos no Navegador Chrome

Comments 2

  1. A Google está demorando demais para liberar a compra de livros aos brasileiros. Enquanto ela espera firmar tratados com as editoras brasileiras, a Amazon faz o mesmo, mas com a vantagem de já vender seus produtos para o mundo…

  2. Sabemos que a “burrocracia” deste país é um dos muitos empecilhos para que tal fato ocorra, mas a lerdeza para dissolverem tais entraves, também é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *