Editoras usam mini eBooks para atiçar apetite dos leitores

30/07/2012
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Os “mini” eBooks (ou shorts, ou singles, ninguém concorda em como chamá-los) estão sendo servidos como aperitivos para o prato principal. Mais baratos e mais rápidas de ler, as versões curtas introduzem histórias maiores e servem de isca para o interesse dos leitores.

O USA-Today relata como algumas editoras americanas estão se aproveitando dessa estratégia. Editores relataram na matéria a seguinte descoberta: os leitores mais vorazes se dispõem a pagar US$ 2 por uma amostra (teaser) da obra, antes de desembolsar US$ 25 pelo lançamento completo. “Liberar uma história antes de um romance longo ajuda a trazer o autor para a vitrine, o que leva, então, à antecipação e pré-encomendas do novo livro.”

Liderando a tendência está o próximo thriller de Lee Child, a nova história de Jack Reacher. O lançamento foi iniciado com um mini-livro digital de U$ 1,99, publicado em julho como um Kindle Single (a marca da Amazon para os mini-eBooks), várias semanas antes do lançamento do livro, marcado para setembro. Scott Shannon, editor de conteúdos digitais da Random House, disse ao USA Today que a estratégia é um “ganha-ganha para todos”: leitores podem “provar” pequenos trechos e escritores podem escrever textos mais curtos. “É um veículo de marketing excelente para nós.”

Outros autores conhecidos estão nesta onda de textos curtos, como Taylor Branch, Stephen King, Mosley Walter, Ann Patchett e Tan Amy – mesmo sem um livro maior para promoverem.

Veja a matéria completa do USA Today aqui.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

30/07/2012
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Os “mini” eBooks (ou shorts, ou singles, ninguém concorda em como chamá-los) estão sendo servidos como aperitivos para o prato principal. Mais baratos e mais rápidas de ler, as versões curtas introduzem histórias maiores e servem de isca para o interesse dos leitores.

O USA-Today relata como algumas editoras americanas estão se aproveitando dessa estratégia. Editores relataram na matéria a seguinte descoberta: os leitores mais vorazes se dispõem a pagar US$ 2 por uma amostra (teaser) da obra, antes de desembolsar US$ 25 pelo lançamento completo. “Liberar uma história antes de um romance longo ajuda a trazer o autor para a vitrine, o que leva, então, à antecipação e pré-encomendas do novo livro.”

Liderando a tendência está o próximo thriller de Lee Child, a nova história de Jack Reacher. O lançamento foi iniciado com um mini-livro digital de U$ 1,99, publicado em julho como um Kindle Single (a marca da Amazon para os mini-eBooks), várias semanas antes do lançamento do livro, marcado para setembro. Scott Shannon, editor de conteúdos digitais da Random House, disse ao USA Today que a estratégia é um “ganha-ganha para todos”: leitores podem “provar” pequenos trechos e escritores podem escrever textos mais curtos. “É um veículo de marketing excelente para nós.”

Outros autores conhecidos estão nesta onda de textos curtos, como Taylor Branch, Stephen King, Mosley Walter, Ann Patchett e Tan Amy – mesmo sem um livro maior para promoverem.

Veja a matéria completa do USA Today aqui.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário