A escolha é do leitor

Fernando Ebooks, Notícias 2 Comments

A Mondadori, a maior editora da Itália, entrou pra valer no mercado de eBooks. Está entre as primeiras editoras a disponibilizar seu catálogo na Amazon, a criar uma parceria com uma operadora de celular (com a Tim, abriu a loja Cubolibri), e como todos sabem, foi uma das primeiras a fechar acordo com a Kobo para a distribuição dos aparelhos e dos seus livros em territorio italiano.

Somando a estas iniciativas, a Mondadori agora inclui em seus livros impressos um aviso, quando há também uma versão digital. Deste modo, um eventual leitor, encontrando o livro na livraria, saberá imediatamente que também está disponível em eBook e poderá escolher entre comprar o impresso, ou somente folhear e depois comprar a versão digital, quem sabe ali mesmo, dentro da livraria com seu smartphone ou ereader.

Será que no Brasil esta parceria entre livro impresso e livro digital vai funcionar? Alguma editora está a fim de experimentar algo análogo ao que a Mondadori está fazendo? Creio que o caminho seja este.

Livro de John Chrishan com a indicação de que a versão eBook também está disponível.

Livro de John Chrishan com a indicação de que a versão eBook também está disponível.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoA escolha é do leitor

Comments 2

  1. Acho interessante a iniciativa, mas arriscada ainda para o mercado nacional onde as editoras dependem exclusivamente das livrarias,

    Este modelo pode ser entendido como uma concorrência dentro da própria livraria e pode não ser vista com bons olhos pelos chefões das grandes redes às pequenas livrarias.

    Para o e-book é fantástico, mas para o mercado editorial no Brasil na minha opinião ainda é um tanto quanto inviável.

  2. Bem interessante, pra mim como leitor seria fantástico. Mas só faria sentido pras livrarias se elas também pudessem ofertar o e-book, claro. Algo no modelo da Barnes & Noble, que deixa as pessoas lerem e-books enquanto estiverem na loja, também seria legal por aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *