Estados Unidos Também Investigam Preço Fixo da Apple

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Parece que o problema está se alastrando. Noticiamos anteontem aqui que a Comissão Europeia havia iniciado uma investigação contra a Apple e grandes editoras, afim de esclarecer um possível cartel de preços.

Ontem foi então noticiado que o Estados Unidos também iniciaram uma investigação contra as Big Six (no caso, cinco) – seis maiores editoras dos Estados Unidos, quiçá do mundo – afim de esclarecer o mesmo problema. Os Departamento de Justiça americano confirmou que está investigando os preços dos eBooks, com foco mais específico no caso de conluio pela Apple e editoras para fixar o preço dos títulos.

Sharis Pozen, chefe do Departamento de Justiça especializado em antitruste, confirmou em frente a um painel do Congresso que já vinha realizando uma investigação desde o ano passado. “Nós também estamos investigando a indústria de livros eletrônicos, juntamente com a Comissão Europeia e os advogados dos estados gerais”. E parece que o Departamento de Justiça está investigando os mesmos 5 editoras como todos os outros: Macmillan, Simon & Schuster, Penguin, Hachette, e HarperCollins. Mais uma vez a Random House ficou de fora.

O chamado Modelo de Agência é um sistema onde os editores definem um preço fixo de varejo e recolhem uma redução de 70% desse preço. Lojas que vendem eBooks são consideradas agentes dos editores e não podem abaixar seus preços. As grandes editoras entraram nessa com a Apple visando brecar o poder da Amazon no mercado, mas acabaram saindo da panela para o fogo.

A ações de classe reclamam que os preços agência é um cartel ilegal. Aqui está como a queixa descreve: “Como resultado direto desta conduta anti-competitiva, como pretende a conspiração, o preço do eBooks disparou. O preço de novos best-sellers em eBooks aumentou para uma média de US$12 a US$15, um aumento de 30% para 50%.”

Tirando poder da Amazon, passaram tudo para a Apple, que agora faz o que bem quer com todos eles. De um dia para o outro, decidiu que as eBookstores que vendiam livros dentro de aplicativos deveriam pagar uma taxa de 30%. Naturalmente ninguém poderia pagar por isso, uma vez que eles estavam ganhando apenas 30%. Editoras e desenvolvedoras indies faliram, e a Apple acabou baixando um pouco a guarda, mas ainda não permite lojas dentro de aplicativos.

Será que isso vai dar em algo?

Com informações do The Digital Reader e paidContent.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.000 autores e editoras. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoEstados Unidos Também Investigam Preço Fixo da Apple

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.