Faltou Backup na Livraria Cultura, Apagão de Ebooks caminha para o 5º dia

Eduardo Melo (Simplíssimo) Notícias 7 Comments

(atualizada às 11h32)

Na última sexta-feira, noticiamos em primeira mão que a Livraria Cultura estava passando por um apagão de ebooks, em que a maioria dos títulos brasileiros estavam indisponíveis para venda. Uma fonte, a par da situação mas que prefere não se identificar, revelou detalhes do problema e da solução encontrada.

A situação continua a mesma desde 4ª feira passada, 11/04, quando a maior parte dos títulos brasileiros ficou indisponível para venda, salvo aqueles fornecidos pelas distribuidoras DLD (Sextante, Objetiva, Planeta, Record, L&PM e Rocco) e os ebooks da editora Leya, que também conta com um sistema de distribuição próprio.

No final da tarde de sexta-feira, 13/04, Erico Nunez, responsável pelo setor de ebooks da Livraria Cultura, confirmou por email que se tratava de “um problema técnico que já está sendo resolvido”. Ele acrescentou que prevê a solução para “o começo desta semana”.

Conforme apuramos com uma fonte, que prefere não se identificar, o problema começou na quarta-feira. Neste dia, ocorreu uma pane no servidor remoto da Livraria Cultura, em que ficavam  hospedados os ebooks das editoras brasileiras. A pane se revelou irrecuperável, e aí a situação complicou, porque nem a Livraria Cultura, nem a empresa que fornece o servidor, teriam backup do servidor. Todos os ebooks fornecidos pelas editoras foram perdidos e não puderam ser imediatamente restaurados. Considerando que DLD e Leya fornecem entre 1 mil e 1.500 ebooks para a Livraria Cultura, e que recentemente o Publish News divulgou que a Cultura tinha 5.000 ebooks em português, pode-se afirma que foram perdidos cerca de 3.500 ebooks. Isso esclarece como os ebooks fornecidos das distribuidoras internacionais, mais os brasileiros da DLD e Leya, escaparam do “apagão”: não ficam armazenados no servidor de ebooks da livraria.

Diante de um problema desta magnitude, a Livraria Cultura estaria se preparando para utilizar os serviços da distribuidora Xeriph, de modo a restaurar a venda de ebooks brasileiros o mais rapidamente possível. Faz sentido, afinal, a Xeriph é a maior distribuidora de ebooks em português, em volume de títulos, segundo pesquisa que publicamos em janeiro deste ano. Porém, esta informação ainda não foi confirmada. Confirmamos a informação com outra fonte e a integração dos sistemas da Cultura com a Xeriph deverá ocorrer até a próxima 5ª feira.

SimplíssimoFaltou Backup na Livraria Cultura, Apagão de Ebooks caminha para o 5º dia

Comments 7

  1. Seria risível, não fosse tão absurdo. E, em termos práticos, quem procurou algum título para comprar por lá e o viu indisponível, foi imediatamente a outra livraria virtual para efetuar a compra, já que o preço não varia mesmo e não há razão alguma para manter fidelidade a uma ou outra loja. Tenho curiosidade de saber o impacto financeiro desse descuido…

  2. Não é a toa que essas editoras tremem só de imaginar a Amazon dando as caras por aqui. Incompetência, altos preços, N restrições para leitura, esse é o negro quadro atual do mercado brasileiro de ebooks

  3. Ah! A Livraria Cultura poderia usar os serviços de cloud da Amazon. Garanto que não teriam esse tipo de problema #FicaDica

  4. Não é a toa que essas livrarias tremem só de imaginar a Amazon dando as caras por aqui. Incompetência, altos preços, N restrições para leitura, esse é o negro quadro atual do mercado brasileiro de ebooks.

    Ah! A Livraria Cultura poderia usar os serviços de cloud da Amazon. Garanto que não teriam esse tipo de problema #FicaDica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *