Holanda não Terá Preços Fixos Para Seus eBooks

25/11/2011
 / 
por da Redação
 / 

Halbe Zijlstra, secretário do Departamento de Cultura da Holanda, informou ontem que o país não terá um preço fixo para seus livros digitais. Essa informação é importante porque, assim como a maioria da Europa, os livros impressos possuem preços fixos para garantir uma ampla disponibilidade de títulos de livros.

Porém, após um estudo realizado pelo ex-ministro Ronald Plasterk, ficou claro que o preço variável dos eBooks poderia fazer com que esse meio se transforme em uma alternativa séria para o livro físico. O estudo também mostrou que o mercado eBooks na Holanda representa menos de 1% do total, mas é válida sua adiantada decisão, visando regular o mercado para um produto que só tende a crescer.

O estudo concluiu que a situação da livrarias está piorando, enquanto que a penetração no mercado de eBooks continua a subir. E mesmo com um preço fixo, as livrarias não serão capaz de concorrer com o poder de mercado de grandes fornecedores nacionais e internacionais. Além disso, um preço fixo para os eBooks teriam a desvantagem de retardas o avanço da tecnologia, funcionando como um obstáculo à inovação.

Com informações do FutureBook e do Actualidad Editorial.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

25/11/2011
 / 
por da Redação
 / 

Halbe Zijlstra, secretário do Departamento de Cultura da Holanda, informou ontem que o país não terá um preço fixo para seus livros digitais. Essa informação é importante porque, assim como a maioria da Europa, os livros impressos possuem preços fixos para garantir uma ampla disponibilidade de títulos de livros.

Porém, após um estudo realizado pelo ex-ministro Ronald Plasterk, ficou claro que o preço variável dos eBooks poderia fazer com que esse meio se transforme em uma alternativa séria para o livro físico. O estudo também mostrou que o mercado eBooks na Holanda representa menos de 1% do total, mas é válida sua adiantada decisão, visando regular o mercado para um produto que só tende a crescer.

O estudo concluiu que a situação da livrarias está piorando, enquanto que a penetração no mercado de eBooks continua a subir. E mesmo com um preço fixo, as livrarias não serão capaz de concorrer com o poder de mercado de grandes fornecedores nacionais e internacionais. Além disso, um preço fixo para os eBooks teriam a desvantagem de retardas o avanço da tecnologia, funcionando como um obstáculo à inovação.

Com informações do FutureBook e do Actualidad Editorial.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário