Pirataria

Infográfico – Pirataria Online em Números

da Redação Notícias 3 Comments

Se você ainda acha que a pirataria não afeta os negócios de distribuição de conteúdo, dê uma olhada no infográfico abaixo, que mostra que não só 70% dos usuários de internet não veem nada errado na pirataria, mas também 22% da banda utilizada no mundo todo é para troca de arquivos piratas.

Há outros dados tão impactantes quanto esses. Mas se você acha desesperador, veja que o mercado de eBooks, apesar de pequeno, ainda não foi atingido por isso, as porcentagens são muito pequenas. Vale plhar também que a lista dos 10 eBooks mais pirateados na internet podem ser considerados de autoajuda, ou técnicos.

Isso significa que isso pode ser contornado com algum método de assinatura, ou ainda o oferecimento de conteúdo extra além do livro, que não pode ser obtido com downloads ilegais, estimulando o consumidor a adquirir o produto legalmente. Esses dados não significam de forma alguma que a melhor coisa a fazer é desistir. Enfrentar a pirataria é realmente um assunto complicado, mas contorná-la pode se revelar muito lucrativo.

Infográfico Pirataria

Clique para ampliar

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoInfográfico – Pirataria Online em Números

Comments 3

  1. Obrigado pela partilha, mas convém fazer um alerta sobre a credibilidade das infografias do site GO-Globe.com:

    A infografia não indica nenhuma fonte de informação (normalmente no rodapé), ou seja, os dados podem ser totalmente falsos…

    Note-se que esta infografia da Beijing Web Designers não está publicada no site GO-Globe.com indicado, mas sim no site de uma “empresa-irmã”, a GO-Gulf.com

    O mais importante é que nenhuma das infografias da empresa indica fontes, pelo que não têm qualquer credibilidade…
    Exemplos:

    http://www.go-gulf.com/blog/online-piracy
    http://www.go-gulf.com/blog/20-Interesting-Facts-about-Youtube
    http://www.go-gulf.com/blog/60-seconds
    http://www.go-gulf.com/blog/social-networking
    http://www.go-gulf.com/blog/why-you-should-not-ignore-seo


    Comentários via iniciativa “Sobre Literacia Digital”

  2. Esses dados não têm credibilidade alguma, pois são produzidos pela industria cultural, que assume que cada cópia pirata representa uma venda a menos… como se China, Colombia, Russia e Malasia, etc pudessem comprar os tais $12 Bi em música por ano…
    Obviamente pirataria é um problema, mas esse tipo de informação tendenciosa mais atrapalha do que ajuda.

    1. Pode atrapalhar e ajudar. Se a empresa se sentir impelida a oferecer um serviço melhor ao invés de só se preocupar com a venda e o dinheiro, pode ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *