Não perca: últimas horas para inscrição na Conferência

da Redação Notícias 2 Comments

Nesta sexta-feira, 25 de outubro 2013, acontecerá em São Paulo a primeira Conferência Revolução eBook, que colocará em pauta a produção dos livros digitais. As inscrições encerram-se hoje à noite, 22/10, e podem ser feitas diretamente no site da Conferência.

Se você não puder comparecer, poderá seguir o evento pela hashtag #confebook nas principais midias sociais. Teremos a presença de ótimos profissionais, com experiência e prática em suas áreas de atuação – novos talentos que, de fato, promovem o mercado de eBooks no Brasil. Serão duas salas com apresentações simultâneas, permitindo a escolha do tema que mais interessa aos participantes. Só para dar uma ideia do contéudo, apresentamos rapidamente a sequência de temas que serão enfrentados:

  • A palestra inicial apresentará uma panorâmica sobre os formatos de eBooks e o tamanho do mercado atual e será apresentada por José Fernando Tavares (Simplíssimo Livros) e pela Camila Cabete (Kobo).
  • Teremos então uma excelente palestra sobre design de eBooks onde Antonio Hermida (Cosac Naify) e Lúcia Reis (Rocco) irão nos dar dicas de como adaptar o conteúdo do impresso para o digital. Na sala temática, o representante da Abobe para a America Latina apresenta as novidades do Adobe DPS sobretudo para ebooks didáticos.
  • Após o almoço, o tema será fontes, com a palestra do Henrique Nardi (Tipocracia), especialista em tipografia que falará sobre o uso correto das fontes nos livros digitais sobretudo em tablets. Na sala temática teremos o Fábio Flatschart, autor de livros e professor consagrado, falando sobre o HTML5, tema fundamental para quem quer estar preparado para a produção dos livros digitais presentes e futuros.
  • Em seguida, José Fernando Tavares (Simplíssimo Livros) irá falar sobre ePub3 e layout fixo, a teoria e prática deste formato que permite a produção de conteúdos multimídia e interativos. Ao mesmo tempo teremos na sala temática uma palestra muito interessante do Horácio Soares (Acesso Digital) sobre a adaptação do conteúdo para as diferentes plataformas de leitura.
  • Três novos talentos irão apresentar soluções para os problemas práticos da produção do livro Digital no formato ePub, Josué (Intrinseca), Beatriz (Zahar) e Fernanda (Simplíssimo Livros) irão passar as melhores práticas para a produção.
  • Uma excelente palestra será aquela na sala temática feita pelo Felipe Santos (Dualpixel), instrutor e palestrante, sobre animações e interatividades no ePub3.
  • Para finalizar o evento, uma mesa redonda sobre o tema da produção na editora ou terceirização irá finalizar o debate contando com a presença dos principais protagonistas atuais do mercado.

Esperamos você na Conferência!

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

da Redação

Para entrar em contato com a redação do Revolução eBook, escreva para sac@simplissimo.com.br

SimplíssimoNão perca: últimas horas para inscrição na Conferência

Comments 2

  1. Eu posso ser considerada uma editora, escritora e pessoa, como alguém da era do papel. Amo o papel, entretanto como todo império tem seu fim, após o “WWW”, todos da área de publicações já deveriam, senão estarem preparados para o que acontece hoje, a inserção do livro digital no mercado editorial, pelo menos serem mais receptivos. A cultura não vai morrer, autores também não, os que mais se queixam são os autores de literatura. Ora, há de se reconhecer que a literatura em papel até hoje, principalmente nos países pobres, ditos de terceiro mundo, eu prefiro me referir a eles como “países com má distribuição de renda”, foi muito elitizada. Os grandes autores desta e de épocas anteriores tinham seu público cativo e restrito.
    O e-book representa evolução, mudança, quem quer ter seus privilégios divididos, e, com milhares de pessoas que até então estavam excluídas do acesso à literatura. Claro o conceito literatura irá se transformar também, mas a qualidade continuará, porque o que haverá é uma transição, portanto, os valores serão reexaminados. É impossível conter as mudanças, a evolução, ou, aquilo que inclui gente em um mercado. Aos resistentes às mudanças, ao invés de achar que a cultura será prejudicada, deviam estender os braços às novas tecnologias que não são excludentes e sim incluíveis. Renomados autores, não tenham medo a mudança já aconteceu. Como tudo que muda, há que se fazerem reajustes, adaptações, a evolução acontece devagar, esta não muito.
    Os grandes autores não serão excluídos do universo da leitura, digam-se as adaptações de grandes clássicos da literatura mundial para o formato digital, e-book. Já tenho Edgar Allan Poe, Shakespeare e outros em minha biblioteca digital, já os tinha em papel, ainda os leio nesse formato e os guardo com carinho, minhas pequenas obras de arte. Ninguém ficará de fora, mudança, não exclui. Requer adaptação, aceitação, pois, do contrário poderá ocorrer ataques indevidos às formas evolutivas, haverá ataques desnecessários às pessoas antes excluídas e hoje ativas, dentro do mercado editorial, como publicador ou como leitor.

  2. Eu também sou autora e gostaria de inserir meus livros na era digital, principalmente porque falo de violência e do bullying .meu público geralmente são adolescentes que setem na pele a exclusão social .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.