Ereader Kobo Aura facilita leitura para disléxicos

Fernando Dicas, Ebooks, Notícias 2 Comments

Por ocasião do encontro na casa Kobo em Paraty durante a FLIP, no último final de semana, pude experimentar por alguns minutos o novo eReader que está sendo lançado pela Kobo e pela Livraria Cultura, o Kobo Aura. O ereader traz ótimas novidades, como por exemplo maior tamanho de tela e uma resolução mais alta que a de seus concorrentes. Aparelhos como este, com a tecnologia de tela eInk, oferecem um ótimo conforto para a leitura pois não emitem luz, proporcionando uma experiência de leitura  semelhante à aquela que temos quando lemos no papel.

O que mais me chamou a atenção ao navegar pelo aparelho, experimentando as várias opções, foi a presença de várias fontes novas, sobretudo uma chamada OpenDyslexic. A fonte foi criada e pensada para facilitar a leitura das pessoas que possuem problemas de dislexia. A novidade é muito interessante, pois demostra a atenção da empresa produtora do aparelho a questões de acessibilidade.

Esta novidade vai facilitar a vida de muitas pessoas disléxicas, que agora poderão comprar seus eBooks e ler no eReader com uma fonte que facilita a sua leitura. O digital é também isso: inclusão.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoEreader Kobo Aura facilita leitura para disléxicos

Comments 2

  1. Falando em Kobo, uma curiosidade: passando para o kobo glo um ebook epub do computador, notei que todas as sílabas fi e o grupo fl desapareceram do texto. Conflito vira con ito, o filho do refinado fidalgo vira o lho do re nado dalgo.
    O mesmo ebook, no PC e no Alfa, não apresenta defeito. Você tem ideia do que pode ter acontecido?
    Grata pelos posts, são sempre muito úteis.

  2. Quando vi o título da reportagem, achei que era algo especial do e-reader. Essa fonte é open-source (gratuita) pode ser instalada em qualquer e-reader, kindle por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *