Kobo

Kobo é a Bola da Vez

da Redação Amazon, Artigos, Ebooks, epub, ereader, ereaders, livro eletrônico, Notícias, Tecnologia 7 Comments

Com os lançamentos de eReaders e tablets da Amazon, todos começaram a olhar ao seu redor e observar quem daria o próximo passo.

A Apple está mais preocupada com seus 500 mil aplicativos e vendas de gadgets do que com livros, e provavelmente não irá lançar um eReader em sua história, ou se preocupar muito com eBooks.

A Barnes & Noble está quieta e encurralada. Com 25% do maior mercado de livros digitais do mundo – os Estados Unidos – ela se via em uma confortável posição desafiando a Amazon com seu maravilhoso eReader nook touch (teremos um review dele em breve, aguardem) e seguia firme e forte vendendo livros eletrônicos localmente.

Agora, com os lançamentos da Amazon, ela está seriamente  ameaçada, e parece que não tinha uma solução na manga. Sua principal deficiência é não vender livros e aparelhos internacionalmente. É um trabalho difícil, e a tradicional livraria não parecia estar com vontade de jogar nesse mercado ainda. Mas é provável que agora tenha que fazer isso.

Portanto, não sobra ninguém além do quarto lugar em atenção: a intrépida Kobo. Correndo atrás de oportunidades, ela se mostrou muito disposta a atacar o mercado mundial de eBooks. Após a Feira do Livro de Frankfurt, ficou mais do que claro que existem mercados pouquíssimos explorados pelo mundo – Brasil incluso – e aqueles que correrem ainda poderão pegar nacos do que a Amazon já está tentando pegar. Junto aqui considerações minhas e de mais de 15 artigos lidos, o assunto está fervendo.

Kobo Vox

Sem deixar o timing passar, a Kobo lançou tem poucos dias a Kobo Vox, tablet para competir diretamente com a Fire da Amazon. E eu, pessoalmente, considerei ela bem superior à Fire, em matéria de leitura e experiência de leitura. O preço é o mesmo.

Possui a mesma tela de 7 polegadas da Fire e também roda em sistema Android, só que muito mais livre. É o sistema original, como o encontrado em tablets como a Motorola Xoom, nada de um sistema capado e restrito da Amazon. Isso significa acesso a todos os aplicativos da Android Market Store e mais liberdade para utilizar seu aparelho.

A tablet também traz uma nova experiência interativa de leitura. O próprio aplicativo de leitura permite compartilhar trechos de livros e comentários nas principais redes sociais. Também é possível “rastrear” seus hábitos de leitura: uma parte especial mostra quanto tempo você levou para ler um livro, páginas viradas, tempo total de leitura… O sistema Pulse mostra um aviso quando uma página foi mais comentada nas redes sociais e mostra as estatísticas diretamente em uma área do livro, permitindo conversas em tempo real.

Tem 8GB de memória interna, permite expansão para mais 32GB, possui falantes externos e tecnologia especial para que a tela fique mais confortável para a leitura.

Ah, e vai começar a vender duas semanas antes da Fire.

Confiram um vídeo:

httpv://www.youtube.com/watch?v=IiRxIXytLYQ

Tudo o que as outras têm

A Kobo tem seu próprio eReader, sua própria tablet, loja online, parceria com grande livraria, aplicativos para todas as plataformas e livros infantis especiais na Kobo Store. Ela pesquisou e sentiu as estratégias dos concorrentes e sem demora aplicou em sua própria estrutura, com competência.

Anuncia ter um acervo de 2 milhões de livros, 1 milhão deles gratuitos – provavelmente da Google Books. Também permite a leitura e assinatura de revistas pelo aplicativo Zinio e oferece jornais também.

Kobo internacional

A empresa afirma que possui 5 milhões de leitores em mais de 100 países pelo mundo, isso com sua loja online e seus aplicativos para diversas plataformas. E é essa disponibilidade internacional que é apontada pelo Teleread como a maior vantagem da Kobo sobre a Apple e Amazon. O contrato com a Smashwords também é válido, pois ainda não funciona com a Amazon e na Apple não é encontrado em todas as lojas.

Ao invés de atacar apenas um país por vez, com conteúdo para o idioma pátrio, a Kobo vende todos os livros em todos os idiomas de uma só vez. Ela também trabalha com o DRM da Adobe, muito mais acessível a diversas plataformas e ao mundo do que as proteções da iBookstore e da Amazon, podendo ter seus eBooks lidos em vários eReaders e gadgets que aceitem essa proteção.

Não há barreiras para estrangeiros. Não há taxas adicionais para compras internacionais como na Amazon, e não há restrição de publicação de conteúdo de outros países como na iBookstore.

Parceria com a Fnac e outras

Oficialmente seus gadgets já são vendidos nos Estados Unidos e Canadá. Uma recente parceria com a francesa Fnac – lídeer em vendas de livros no país – vai garantir que a Kobo venda em mais 81 lojas na França. E há a promessa de atacar a Europa com tudo. “Acreditamos que nossa entrada na França, bem como nossas futuras entradas na Espanha, Itália e Países Baixos serão adotadas pela comunidade de eReader europeia”, afirmou Michael Serbinis, CEO da empresa.

Daí é um pequeno passo para chegar ao Reino Unido, uma parceria com a W H Smith. E daí, mais um pequeno passo para outros países, quem sabe o Brasil?

Mike Shatzkin prevê que a Kobo, junto a Amazon e Apple, será líder mundial dos eBooks. Deverá chegar a todo o mundo, competindo com mais um líder de mercado particular em cada país. Nem a W H Smith e nem a Fnac vendem exclusivamente livros, mas estão fazendo bem feito entrando no mercado de eBooks para aumentar sua vida útil como livrarias.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoKobo é a Bola da Vez

Comments 7

  1. Stella, eu estou pesquisando o assunto e ainda um pouco confuso. Se eu comprar um kobo vox eu consigo baixar uma versão kindle de livro na amazon, transferir via usb para o kobo vox e ele vai ler o arquivo?
    Como está a situação da Kobo para o Brasil? Ou seja, o que exatamente eu poderia comprar e ler daqui do Brasil no Kobo Vox?

    Obrigado e parabéns pelo site.

  2. Ah, só mais uma coisa. Como fica o meu armazenamento? O Kindle Fire permite armazenamento no amazon cloud, não é? Há opção parecida para o kobo?

    1. Adalberto, a resposta veio direto do nosso colaborador Antonio Hermida, que possui um Kobo: Tendo o cartão de crédito cadastrado, dá pra comprar pelo próprio aparelho e roda qualquer ePub com DRM.

      1. Obrigado pela resposta.
        Isso quer dizer que eu posso comprar e-book na Amazon e ler no Kobo? Na Livraria Cultura, por exemplo, também?

        Pelo que eu andei pesquisando, o Nook e o Kindle aparentemente são mais rápidos, pq. têm processador dual core, enquanto o do Kobo é simples, então teoricamente ele perderia na comparação de desempenho.
        Por outro lado, em relação ao Kindle, ele tem a vantagem grande de permitir aumento da capacidade via cartão de memória, o que não é possível no Kindle, que tem 8gb de memória, sendo 6GB livres pra armazenamento.
        O Kindle também parece ter a desvantagem de amarrar demais (e a minha dúvida é exatamente a que ponto) à Amazon. Mas se der pra comprar na Cultura, por exemplo, e ler no kindle, daí pra mim estaria tudo bem.
        Fiquei em dúvida também sobre se esses readers/tablets com tela colorida não pioram demais a experiência de leitura que havia com o E-ink.
        Bom, é isso. Em resumo, não sei o que comprar.
        Parabéns pelo site!

  3. Só um detalhe a empresa Japonesa Rakuten comprou ou se não me engano estão juntas no mercado.

    Tanto que a Rakuten irá disponibilizar a Kobo no brasil.

    Só um detalhe importante eu tenho um Kindle e estou odiando pois a Amazon e o Sonolento CEO BezZzZzZos, não criaram uma boa leitura com o Kindle 3, não tendo a visualização por capas de livros, e o pior não existe a possibilidade de ler livros como armazenados em pastas, o Kindle não faz isso e nunca irá fazer, a leitura de PDF é horrivel com margens que consomem a tela, e a defasada opção de aumento de tela usando Zoom em proporção de 100 pulando para 150%, e detalhe não h´[a a possibilidade de justificação de texto.

    Já no Kobo existe a possibilidade de usar um Programa Nativo para sincronia de livros e organizar a sua coleção, ante ao tenebroso Amazon que é utopia e dizendo que voê apenas organiza sua coleção via Wi-fi, pergunto alguém tentou organização a coleção no Kindle, fazendo um por um os livros, é um pesadelo.

    No quesito Plataforma móveis falta a Kobo disponibilizar um App para Symbian/Nokia Belle e Meego, pois atingiria um mercado ainda mais global, e arrumar a leitura para uma justificação de texto completa, e o bom uso das margens de textos.

    Acredito que a Kobo poderia ser a saudosa Mobipocket, que era realmente universal e tinha apps que organizavam e sincronizavam com quaisquer dispositivos.

    Lembrando que o Site da Kobo é superior ao da Amazon, e por quê?
    Simples é um site com design chamativo e clean de fácil navegação,tanto para adultos como para crianças, enquanto a Amazon é uma loja prolixa “Fala Muito e não tem informação alguma”, e o pior tem 02 layout de Web uma ora é branco e outrora é azul, enfim é um mercadão de peixe, deveriam aprender com a submarino e lojas brasileiras.

    Todos falam do Android e sua Fragmentação, mas deixamos a Amazon com sua Fragmentação nos Ereaders 1 Geração até o Kindle Keyboard 3° Geração, requisitos que no Kindle 4 não tem na versão 3.
    Fragmentação de Firmware na Amazon é real.

    Os chineses já fizeram uma alternativa com o DUOKAN que melhora muito o Kindle, mas o complicado é jailbreak.

    Acredito que a Kobo vai ganhar espaço onde a Amazon ignora com seu monopólio Americanizado.

    Se a Kobo fizer como a Mobipocket vender livros para todas as plataformas e facilita a leitura e organização das coleções será muito bem vindo.

    Pena que a Amazon exterminou a Mobipocket pois os programadores Franceses eram superiores aos atuais programadores Americanos do Sonolento CEO BezZzZos.

  4. Caros, será que podem me ajudar? Sei que são experts em ebooks e afins. Eu tenho o Positivo Alfa. Adquiri um ebook pela Livraria Cultura. Não encontrava um link para baixar o ebook. Vi que estava conectado numa conta do Gato Sabido, mas tenho uma ID do ADE. Tentei ver como me logar com essa ID, mas não encontrei um caminho. Decidi desinstalá-lo do meu note e instalá-lo novamente, mas o download não conclui. Aparece uma mensagem de erro. “Installer integrity check has failed. Common causes include incomplete download and damaged media. Contact the installers author to obtain a new copy. More informations at http://nsis.sourceforge.net/NSIS_Error Como faço para reinstalar o programa?

  5. Boa noite…sou leiga no assunto, mas adorooo ler, então vou me presentear com um ereiaders…gostaria de saber se o KOBO VOX seria uma boa opção? Ja li q tenho como opção o Touch e o Glo … qual seria o mais interessante? Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *