Kobo vende 100 mil eReaders no Japão, mas enfrenta críticas

30/08/2012
 / 
por Daniel Pavani
 / 

A gigante do ecommerce japonês Rakuten mais de 100 mil eReaders Kobo no país, porém, mesmo com números tão altos, parece que o resultado não foi de todo positivo. Isto porque fortes críticas foram feitas aos equipamentos e à interface de comunicação com os computadores.

De acordo com o jornal Japan Times, os usuários que compraram os leitores de eBooks reclamam de muitos problemas com o software dos dispositivos, como na configuração com o PC e no acesso a suas contas. Outro problema é que os 30 mil títulos prometidos pela Rakuten antes do lançamento não foram cumpridos e há bem menos livros na loja virtual.

As notas do Kobo no site chegaram a alcançar uma única estrela e, como se já não bastassem as péssimas avaliações, a coisa ficou ainda mais séria quando descobriu-se que a empresa havia escondido notas ruins do Kobo.

O Digital Book World destaca que a Rakuten pode ter até sido a primeira a chegar ao Japão com os livros digitais, porém, assim como aqui no Brasil, a Amazon também está chegando por lá. Com ela, a empresa traz a sombra o Kindle e do sucesso da Kindle Store, o que é sinal de uma boa concorrência no futuro.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

30/08/2012
 / 
por Daniel Pavani
 / 

A gigante do ecommerce japonês Rakuten mais de 100 mil eReaders Kobo no país, porém, mesmo com números tão altos, parece que o resultado não foi de todo positivo. Isto porque fortes críticas foram feitas aos equipamentos e à interface de comunicação com os computadores.

De acordo com o jornal Japan Times, os usuários que compraram os leitores de eBooks reclamam de muitos problemas com o software dos dispositivos, como na configuração com o PC e no acesso a suas contas. Outro problema é que os 30 mil títulos prometidos pela Rakuten antes do lançamento não foram cumpridos e há bem menos livros na loja virtual.

As notas do Kobo no site chegaram a alcançar uma única estrela e, como se já não bastassem as péssimas avaliações, a coisa ficou ainda mais séria quando descobriu-se que a empresa havia escondido notas ruins do Kobo.

O Digital Book World destaca que a Rakuten pode ter até sido a primeira a chegar ao Japão com os livros digitais, porém, assim como aqui no Brasil, a Amazon também está chegando por lá. Com ela, a empresa traz a sombra o Kindle e do sucesso da Kindle Store, o que é sinal de uma boa concorrência no futuro.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário