Kobo venderá eReader com preços agressivos no Brasil (faça suas apostas)

Eduardo Melo (Simplíssimo) Notícias 7 Comments

Ainda segundo o blog da jornalista Raquel Cozer (Folha), o preço dos eReaders da Kobo no Brasil será competitivo, segundo lhe informou Camila Cabete:

Tudo o que a Amazon tem de agressiva, no trato com clientes e concorrentes, a versão canadense tem de amigável. Mas, segundo Camila, num sentido a Kobo será agressiva: nos preços do e-reader, que serão os mais baixos possíveis para formar mercado consumidor de e-books. A gente agradece.

Pelo que esse comentário indica, o plano da Kobo é trazer o eReader, mas não o tablet Kobovox. Outra questão diz respeito a quais modelos serão vendidos, se apenas o Kobo Touch, ou também o Kobo WiFi. Vamos ficar atentos aos preços de lançamento dos eReaders da Kobo e conferir se efetivamente serão baixos, a ponto de convencer os leitores. Os aparelhos da Kobo têm boa reputação, mas os modelos atuais já não podem ser considerados “top”. Na próxima 5ª feira, 06 de setembro, a Amazon lança a nova linha de eReaders e tablets, possivelmente trazendo novidades como a iluminação GlowLight – por sinal, recurso oferecido primeiro pelo Nook, da Barnes & Noble. Se os preços do Kobo ficarem iguais ao valor de um Kindle importado para o Brasil, pelo site da Amazon, será um negócio questionável. Para ser uma barbada, a versão Touch (sem WiFi) teria que ficar pelo menos igual ao preço do Alfa, da Positivo, quando este entrou em liquidação no site da Cultura – R$ 299. Podemos abrir um balcão de palpites neste tópico, já que a percepção de valor/preço de um eReader tem vários fatores.

Seja como forem os preços, uma salva de palmas para a Kobo – está chegando pontualmente para o início da festa do livro digital no Brasil.

Fonte da notícia da Kobo chegando ao Brasil: A Biblioteca de Raquel.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoKobo venderá eReader com preços agressivos no Brasil (faça suas apostas)

Comments 7

  1. A notícia é muito boa, só me pergunto se vai ter suporte adequado, visto que a Kobo tem reputação de ter muitos problemas na tecnologia de toque no atual Kobo Touch.

    1. Oi Vinícius, para contribuir com o debate, informo que não tive grandes problemas com o touch do Kobo. Vez ou outra aconteceu de demorar na transição e eu continuar tentando e, ao mudar, pular algumas páginas, mas isso foi raro! Houve uma atualização recente do sistema e melhorou bastante, a transição está bem mais rápida.

  2. touch não vale a pena em e-reader, melhor botão próximo a margens pra virar página. Quanto menos recursos comendo bateria, melhor.

    não aguentei a brochante notícia do atraso da Amazon e comprei pra mim um iriver Story, que é bem razoável e estava baratinho aqui por estar encalhado. Mas se soubesse que Kobo também estava desembarcando, teria esperado um pouco mais.

  3. Oi Vinícius, para contribuir com o debate, informo que não tive problema com o touch do Kobo. Houve uma atualização recente do sistema e melhorou mais ainda, a transição está mais rápida.

  4. Peraí, SEM WI-FI? O que diabos o Brasil faz pra que os e-reader que entram no país precisem tirar o Wi-Fi de seus aparelhos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *