Leitores de eBooks preferem tablets a eReaders

Eber Freitas Ebooks, Mercado Deixe um comentário

>>> Estudo do BISG mostra que a tendência é haver um declínio na venda de leitores digitais, enquanto a venda de tablets se mantém consistente

Conforme tendência que vem se desenhando desde 2010, os tablets estão se tornando os dispositivos de leitura preferidos entre os usuários, enquanto os eReaders perdem seu favoritismo. Segundo um estudo divulgado na última semana pelo Book Industry Study Group (BISG), 44% dos leitores entrevistados preferem utilizar iPad e seus congêneres, enquanto 42% usam aparelhos e-ink. É a primeira vez desde 2009 – quando teve início a série de estudos – que os tablets são apontados como preferidos.

O percentual teve uma queda considerável na última categoria, em seis meses: na última pesquisa, em agosto do ano passado, 49% dos entrevistados optaram pelo eReader, enquanto 37% marcaram tablets. Isso indica que a tendência é que as vendas de leitores digitais permaneça tendo um leve declínio até o final do ano, enquanto a intenção de aquisição de tablets se mantém constante.

“Assim como muitas outras mudanças no consumo de eBooks, o crescimento na adoção de tablets se deu muito rapidamente”, aponta Angela Bole, diretora executiva do BISG.

O estudo também revela que existe uma relação entre os gêneros literários e a decisão na hora de escolher um dos dispositivos. Leitores que apreciam gêneros de ficção, por exemplo, são os usuários fiéis de eReaders: aqui se incluem os amantes de mistério, ficção literária ou romances. Já os livros especializados de não-ficção são os favoritos de quem opta pelos tablets.

Computadores de mesa, notebooks e smartphones são menos lembrados, ao menos para ler eBooks. Desktops e laptops são mais convenientes para a leitura de manuais e guias – muitas vezes referentes aos próprios softwares. Já os leitores preferem os celulares inteligentes para ler livros de viagens ou guias turísticos, por exemplo. Mas estas duas categorias dificilmente se excluem em relação aos tablets e eReaders – um mesmo consumidor frequentemente possui ambos.

Quanto ao comportamento dos leitores de eBooks em relação aos livros físicos, 82% dos consumidores “potenciais” – que adquirem livros digitais semanalmente – preferem digitais aos físicos. 70% dos não-potenciais têm a mesma opinião.

O estudo Consumer Attitudes Toward E-Book Reading é realizado pela consultoria Bowker, a pedido do BISG, desde novembro de 2009. Nesta edição, firam entrevistados 1014 consumidores de livros digitais.

Na dúvida?

O site Ebook Friendly preparou um questionário com 12 perguntas para ajudar os leitores que estão em dúvida sobre qual dos dispositivos comprar. Confere lá.

SimplíssimoLeitores de eBooks preferem tablets a eReaders

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *