Money

Livreiro Americano Fala Sobre Experiências com Vendas de eBooks

da Redação Notícias Deixe um comentário

Todo mundo quer saber o grande trunfo, a carta na manga para impulsionar as vendas de livros digitais em suas lojas virtuais. O erro, muitas vezes, está no medo de arriscar, de experimentar. E foi nessas experiências que Matt Norcross, um dos proprietários da livraria McLean & Eakin Booksellers, aprendeu algumas coisas.

Em um artigo no site Bookselling This Week, e vamos falar um pouco a respeito por aqui.

Assim como já deveríamos saber, Norcross não tem a fórmula mágica para aumentar as vendas de eBooks, mas acha que a experimentação é o mais importante. Ele testou várias estratégias, e algumas delas deram certo, enquanto outras precisaram de revisão.

Em primeiro lugar, ele conta que divulga os eBooks – vendidos em conjunto com a Google Books – tanto na loja virtual e na internet como na loja física. Para divulgar na loja física, as estratégias que mais deram certo foram “cartuns” onde Edgar Allan Poe era interrompido por um anúncio – uma sátira ao modelo da Amazon – e um poster com um “guia” sobre eBooks. A campanha fala “eBooks da McLean & Eakin: o mesmo preço das grandes lojas, sem anúncios. Vendemos eBooks! Pergunte-nos como! Compre online em qualquer lugar e a qualquer hora!”.

Sobre o “Pergunte-nos como”, Norcross explica que seus funcionários estão sempre prontos a ajudar consumidores com dúvidas, e inclusive realizam visitas às residências dos clientes para configurar contas no Google Books. Um guia de como colocar os livros vendidos em todos os dispositivos mais famosos também está disponível para download. E mesmo vendendo em parceria com o Google Books, incentiva seus clientes a comprarem diretamente na loja virtual da livraria.

Entre as tentativas frustradas estão um totem de compra online, baseado em QR Codes. “São uma ótima ideia, e eu ainda acho que têm potencial, mas eles não foram usados pelos clientes no grau que eu esperava. Acho que eles precisam ter uma função mais prática para o cliente se quisermos que eles sejam usados. Se eles pudessem ser utilizados para montar uma lista de desejos em nosso site, ou talvez se colocássemos links para resenhas da nossa equipe no YouTube. Mas simplesmente conectá-los à página do eBook em nosso site não parece ter sido suficiente para que nosso cliente se sentisse interessado em usá-lo”, comenta Norcross.

Experiências foram sendo feitas ao longo do tempo, e uma das surpresas foi o pagamento via PayPal, que aumentou consideravelmente as vendas de livros digitais. “Uma vez ativado esse tipo de pagamento, tornou-se claro que esse é o método de pagamento de muitos dos nossos clientes. Recomendo que todos observem isso, e talvez até mesmo anunciem isso em sua homepage. Acredito que o PayPal seja a moeda da internet. Estava receoso com o serviço antes, mas foi rápido e fácil e os ganhos são simples de serem transferidos para nosso banco. Estou satisfeito” finaliza.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoLivreiro Americano Fala Sobre Experiências com Vendas de eBooks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *