Mais um Distribuidor de eBooks Anuncia Vendas sem DRM

12/06/2012
 / 
por da Redação
 / 

A onda de editoras retirando o DRM de suas obras continua. Após a Tor/Forge e a Momentum se colocarem como as mais importantes até agora a abandonarem a proteção, chega a vez das editoras independentes.

O IPG, distribuidor norte-americano de eBooks independentes anunciou que algumas de suas 400 editoras associadas passarão a vender seus títulos digitais sem o DRM.

“Vender ou não livros com DRM é uma decisão que editores precisam tomar. Como havia interesse entre nossos clientes, sentimos que o IPG poderia atendê-los melhor, dando-lhes uma opção.” afirmou Mark Suchomel, presidente do grupo.

Alguém aqui no Brasil já está pensando em abandonar o DRM?

Com informações do paidContent.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

12/06/2012
 / 
por da Redação
 / 

A onda de editoras retirando o DRM de suas obras continua. Após a Tor/Forge e a Momentum se colocarem como as mais importantes até agora a abandonarem a proteção, chega a vez das editoras independentes.

O IPG, distribuidor norte-americano de eBooks independentes anunciou que algumas de suas 400 editoras associadas passarão a vender seus títulos digitais sem o DRM.

“Vender ou não livros com DRM é uma decisão que editores precisam tomar. Como havia interesse entre nossos clientes, sentimos que o IPG poderia atendê-los melhor, dando-lhes uma opção.” afirmou Mark Suchomel, presidente do grupo.

Alguém aqui no Brasil já está pensando em abandonar o DRM?

Com informações do paidContent.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Deixe um comentário para William RigaCancelar comentário