Movimento busca literatura pensada para o digital

17/04/2013
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Nesta noite, em Porto Alegre, será apresentado o “Movimento Literatura Digital”, um movimento-manifesto que defende o digital como um novo espaço para a produção literária. O lançamento ocorre no Instituto Estadual do Livro.

Segundo Marcelo Spalding, idealizador do movimento, “a literatura digital propõe a construção de obras literárias para além do livro, criando, assim, uma nova experiência de leitura. A literatura digital distingue-se do e-book porque estes seriam apenas literatura digitalizada: arquivos em formato EPUB e PDF que imitam o livro impresso, feitos para serem lidos em iPad e outros leitores digitais que reproduzem a lógica do impresso em outro meio.”

O Movimento publicou no site Literatura Digital o Manifesto Digi-Brasil. O manifesto, que tem 10 itens, defende que a Literatura Digital é um novo gênero literário, feito especialmente para mídias digitais e impossível de ser publicado em papel, que busca criar uma nova experiência de leitura a partir de um novo tipo de texto e de autor, extrapolando o conceito de “livro” em prol da “obra”.

O movimento gaúcho segue a mesma trajetória de outros esforços, majoritariamente vindos do mundo acadêmico, que buscam entender e explicar o fenômeno da literatura nativamente digital. Um dos mais destacados é o ELO (Eletronic Literature Organization), que desde 1999 pesquisa e promove a “literatura eletrônica”.

O evento de lançamento acontece no Instituo Estadual do Livro (Rua André Puente, 318, bairro Independência, Porto Alegre/RS). A entrada é gratuita, mas exige confirmação de presença via telefone ou e-mail – (51) 3314.6451 ou iel@sedac.rs.gov.br.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

17/04/2013
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Nesta noite, em Porto Alegre, será apresentado o “Movimento Literatura Digital”, um movimento-manifesto que defende o digital como um novo espaço para a produção literária. O lançamento ocorre no Instituto Estadual do Livro.

Segundo Marcelo Spalding, idealizador do movimento, “a literatura digital propõe a construção de obras literárias para além do livro, criando, assim, uma nova experiência de leitura. A literatura digital distingue-se do e-book porque estes seriam apenas literatura digitalizada: arquivos em formato EPUB e PDF que imitam o livro impresso, feitos para serem lidos em iPad e outros leitores digitais que reproduzem a lógica do impresso em outro meio.”

O Movimento publicou no site Literatura Digital o Manifesto Digi-Brasil. O manifesto, que tem 10 itens, defende que a Literatura Digital é um novo gênero literário, feito especialmente para mídias digitais e impossível de ser publicado em papel, que busca criar uma nova experiência de leitura a partir de um novo tipo de texto e de autor, extrapolando o conceito de “livro” em prol da “obra”.

O movimento gaúcho segue a mesma trajetória de outros esforços, majoritariamente vindos do mundo acadêmico, que buscam entender e explicar o fenômeno da literatura nativamente digital. Um dos mais destacados é o ELO (Eletronic Literature Organization), que desde 1999 pesquisa e promove a “literatura eletrônica”.

O evento de lançamento acontece no Instituo Estadual do Livro (Rua André Puente, 318, bairro Independência, Porto Alegre/RS). A entrada é gratuita, mas exige confirmação de presença via telefone ou e-mail – (51) 3314.6451 ou iel@sedac.rs.gov.br.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário