Nova versão do Sigil (0.6) facilita a produção de eBooks em ePub

Fernando Ebooks, Notícias 2 Comments

Outro dia apresentávamos o lançamento de um novo software editor de ePub, um software de produção (e não de conversão), que oferece um ambiente de “desenvolvimento” e editoração para os livros no formato ePub. Hoje quero apresentar a nova versão do Sigil, que foi disponibilizada ontem (domingo, 28/10) pela manhã.

O Sigil, para quem não conhece, é um software de produção de arquivos ePub. Ele trabalha diretamente com o ePub, permitindo editar as funcionalidades avançadas do formato. Este software se destaca no cenário internacional e é quase obrigatório para quem está iniciando o processo de aprendizagem na produção de eBooks no formato ePub. É muito usado como complemento ao Indesign, uma vez que a exportação feita no Indesign nunca é perfeita, mesmo na nova versão CS6.  Ainda que a edição do ePub possa ser feita com qualquer software editor de arquivos HTML (Dreamweaver e outros), usar um software como o Sigil é uma mão na roda, especialmente para quem começa a produzir eBooks de modo profissional. O Sigil cuida do content.opf e das declarações de arquivos de modo automático. E como diriam os americanos, last, but not least, é um software Open Source e gratuito.

O desenvolvimento do Sigil passou por várias fases turbulentas, e quase foi abandonado em 2011, quando o principal programador deixou o projeto para trabalhar no Google. Depois de muita espera, enfim saiu a versão 0.6, pronta para download no site do projeto. Esta atualização surpreende por algumas melhorias, tanto para o usuário iniciante, quanto para o usuário profissional. Vou destacar algumas das principais características para os dois públicos.

Para quem está iniciando

Melhor interface

Foi melhorada a interface e a distribuição dos vários menus, que agora é feita de modo mais coerente e compatível com outros softwares já conhecidos.

Melhor suporte ao corretor ortográfico

Desde a versão 0.5, o Sigil oferecia suporte à correção ortográfica. Confira aqui como instalar o corretor ortográfico em português. Agora ele permite um melhor controle, sendo possível acrescentar palavras ao dicionário ou ignorar completamente uma palavra que se repete no texto. É uma função  útil para editores e revisores que usam o Sigil para o controle do texto produzido em ePub.

Abertura de imagens em editor externo

Agora é possível abrir uma imagem usando um software externo, o Photoshop por exemplo, sem precisar ter que “desmontar” o arquivo. Funcionalidade muito útil para o designer que precisa corrigir imagens ou modificá-las durante a edição do ePub.

Sumário interno gerado automaticamente

Para muitos editores a Amazon solicitou a criação o sumário interno do livro pois muitos arquivos estavam sem esta funcionalidade. Agora o Sigil permite criar em modo automático o sumário interno. Uma mão na roda para quem trabalha com livros longos ou com um sumários complexos.

Novas funcionalidades Wysiwyg

Para quem gosta de usar o editor visual (semelhante ao word), o Sigil oferece novas funcionalidades, como a criação facilitada de links, o inserimento das imagens diretamente a partir de arquivos externos, melhores recursos de formatação e a possibilidade de aplicar um tag de titulo (h1, h2…) diretamente em um texto de forma mais simplificada.

Interface gráfica do Sigil melhorada e novos recursos para quem usa o editor visual.

Tabela com caracteres especiais

Quem trabalha com livros de matemática ou que contém caracteres especiais vai ficar feliz com esta nova característica. Agora o Sigil oferece um painel para o inserimento facilitado dos caracteres especiais.

Caracteres maiúsculo/minúsculo em um clique

Outras função muito útil é a possibilidade de transformar de modo automático um texto em caixa alta ou vice-versa simplesmente com um clique. Essencial para quem deve fazer correções dentro do arquivo ePub ou está editando seu texto.

Melhor suporte aos metadados

Agora o Sigil permite um controle mais profissional dos metadados, que podem ser editados diretamente na interface gráfica, de modo mais compatível com as especificações do IDPF.

Para o usuario avançado

Edição do texto HTML melhorada

Nesta versão o Sigil permite a edição do Html de modo profissional permitindo o controle da estrutura do código de maneira prática. Na funcionalidade visualização “split” do conteúdo, foi acrescentado um editor de código bem semelhante aos softwares profissionais do mercado.

Editor de Html profissional com várias funções a mais.

Edição do CSS

O novo editor de códigos permite a edição do CSS em contemporânea ao HTML permitindo até mesmo apagar de modo automático as regras não utilizadas.

Relatório completo

Agora é possível gerar um relatório de todas as regras usadas no CSS e de todos os tags presentes nos arquivos XHTML. Esta é uma funcionalidade importante para quem precisa editar arquivos criados por outros!

Melhor suporte à busca Regex

Este recurso do Sigil já presente na versão anterior foi melhorado permitindo buscas avançadas em todo o texto. O regex, pouco conhecido entre os designers de livros, é uma funcionalidade muito útil para quem quer fazer uma edição profissional do ePub pois permite uma limpeza do código sem muita perda de tempo. Basta pensar que é possível transformar todos os endereços de web presentes em um livro em links ativos simplesmente com um clique, ou então buscar todos as quebras de paragráfos erradas em poucos segundos.

Criação de “clips” em Regex

Agora é possível criar códigos pré-configurados e aplicar  no texto através de um menu contextual. A função utiliza o Regex para aplicar as informações. Esta é outra característica que vai deixar o trabalho muito mais rápido e eficaz para o profissional, além de permitir um código limpo e bem feito.

Recurso de “clip” irá permitir uma formação do código mais rápida e correta.

Suporte ao ofuscamento das fontes

Apesar de já presente em outros versões, agora o suporte à encriptação das fontes foi melhorado podendo ser usado tanto a encriptação da Adobe quando aquela do IDPF. Sobre este tema, futuramente iremos aprofundar o funcionamento deste recurso aqui no Revolução eBook.

O que faltou no Sigil

Bem, faltou obviamente o suporte ao ePub3. Inserir images ou som dentro do ePub usando o Sigil não é uma tarefa simples pois ele não reconhece os arquivos multimídia. Porém a atualização do Sigil faz bem esperar que estas funcionalidades serão em breve acrescentadas.

Concluindo

Se eu tivesse que comparar o Sigil com o seu mais novo concorrente (sem levar em consideração o preço, obviamente, visto que o Silgil é gratuito) eu diria que o Blue Griffon vale apena somente para quem precise editar arquivos em ePub3 e possui bons conhecimentos da estrutura do ePub.

O Sigil vence despudoradamente no fator facilidade de uso e continua sendo a opção melhor para quem está entrando neste fascinante mundo da produção de eBooks no formato ePub.

A presença de um editor de HTML avançado, o recurso de busca em regex e a presença dos “clips” pré-configurados fazem do Sigil um software também perfeito para o usuário avançado que não quer ficar pulando de um programa para outro.

As novas funcionalidades e as características avançadas do Sigil estão presentes nos novos cursos promovidos pela Simplíssimo, e ainda esta semana, também nos cursos online disponíveis no site.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoNova versão do Sigil (0.6) facilita a produção de eBooks em ePub

Comments 2

  1. O Sigil esta cada vez mais pratico na verdade esta perdendo o trabalho pesado era divertido em descobrir os problemas do css, xhtml entre outras e um programa para se quebrar a cabeça será que vai chegar igual o Photoshop que todo mundo esta dominando até João da padaria dominana

  2. Olá, quando abro um EPUB e faço alguma alteração no CÓDIGO FONTE ou mesmo na parte de visualização comum, ao salvar o arquivo não abre mais em outros programas, como em uma extensão do Firefox para EPUB, só ABRE NO PRÓPRIO Sigil, alguém sabe como resolver isto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *