Kindle Fire

Novos Kindle da Amazon – O Que Esperar Disso Tudo?

da Redação Notícias 2 Comments

Como comentado aqui no REB (simpático apelido para o site), estavam todos na espera para ver o que a Amazon traria de novo em seu anúncio especial. Muitos rumores, talvez uma tablet, talvez um aparelho barato, talvez algo para competir com o nook… e, realizando todas as expectativas de uma vez só, a Amazon trouxe tudo!

Kindle Fire – US$199

Uma tablet, finalmente. E barata, melhor ainda. Ela vem com processador dual-core de 1GHz, tela multitoque de 7 polegadas, 8GB de memória interna, 8 horas de bateria e sistema operacional Android, modificado especialmente para a Fire. Suas maiores vantagens, para os americanos, são o preço baixo – ótimo para os tempos de crise – e o acesso facilitado a milhares de filmes, seriados, músicas e livros – com o primeiro mês gratuito –, além de acesso facilitado à computação em nuvem. Com apenas 8GB de espaço interno, vai ser ótimo guardar tudo na internet.

Kindle – US$79

Uhmm, acho que, mais do que a tablet Fire, essa é a melhor jogada da Amazon. Isso é o que eu chamo de popularização da leitura digital. Um novo eReader, que faz somente o deve fazer – tem internet também – por não apenas menos do que US$100, mas abaixo de US$80. É uma bela ousadia, mas é um produto bem comum. Tela de tinta eletrônica com 6 poleadas e um pad direcional para navegação. Menor usabilidade, mais acessibilidade financeira. Ah, e é barato assim porque é subsidiado por anunciantes, assim como o Touch.

Kindle Touch – US$99 e US$149 (3G)

Esse é um produto que provavelmente a Amazon só fez para concorrer de frente com o nook. Nunca tinha se interessado por telas de toque antes, e estava satisfeita com seu teclado QWERTY físico. Mas, ainda assim, o aparelho parece bonito e eficiente, trazendo mais um bom leitor ao mercado, por preços que vão a menos de US$100, 39 a menos do que o nook touch. Ele é praticamente a mesma coisa do que o Kindle mais básico, mas pode vir com conexão 3G e tem tela multitoque – que promete ser bem rápida.

Amazon Silk – ???

Esse foi mais difícil de você ter ouvido falar, mas eu explico: Silk é o novo navegador da Amazon, que nem o Firefox, Explorer e outros. Sua grande diferença é que mostrará, em locais diferentes, o que está acontecendo direto na sua tablet e o que está acontecendo na nuvem, direto na internet. Esse é um passo que a Amazon está dando na frente da Apple. Com seu sistema de dados nas nuvens mais adiantado e mais experiente do que o da Apple, eles estão trabalhando nisso mais a fundo.

Será a hora de ver o sistema de produtos nas nuvens começar a funcionar. Em um futuro – talvez próximo – não será necessário ter nada em seu computador, ou tablet. Tudo ficará na rede, acessível de qualquer lugar do mundo. Assinaturas de livros, de coleções, de bibliotecas inteiras, tudo à disposição a qualquer hora. Preparem-se.

Um vídeo falando mais sobre o Silk:

httpv://www.youtube.com/watch?v=_u7F_56WhHk

Confiram um comercial sobre a Kindle Fire:

httpv://www.youtube.com/watch?v=jUtmOApIslE

E aqui um bem melhor com a apresentação de Jeff Bezos:

O que esperar para os concorrentes?

Os mais afetados nesse meio todo são a Apple e a Barnes & Noble. Talvez um pouco a Kobo também. A Apple provavelmente não está muito preocupada, sabe que seu iPad ainda será supremo por pelo menos um ano, já esperando o iPad 3, que virá provavelmente mais barato e mais incrível.

A Amazon até é competitiva com seu preço reduzido e com o acesso a milhares de filmes, livros e música facilitados, além da conexão facilitada também com as nuvens, mas nada ainda consegue bater a febre do iPad e seus aplicativos maravilhosos. Quanto à B&N, eles têm o nook touch, que vai de encontro ao novo Kindle touch. Além disso, o nook color agora é US$50 mais caro do que a Fire. Portanto, a B&N é alguém que deve se mexer rapidamente, porque apenas a adoção ao ePub não irá segurá-la por muito tempo. Espero novidades vindas dessa livraria em breve.

 

O que esperar para o Brasil?

No Brasil? Bem, por enquanto não muda muito para nós. Ainda não sabemos se a Amazon realmente irá aportar por aqui e, por enquanto, a Fire e os Kindles com tela de toque só estão em pré venda para os Estados Unidos. Aqui, temos disponíveis apenas os aparelhos que já tínhamos, e pelos mesmos valores. Também poderemos adquirir o modelo mais simples, por US$109. Trocando em miúdos reais, e com a alta do dólar, acaba ficando pelo mesmo preço que já pagávamos no Kindle Keyboard, aproximadamente R$460.

Por isso, sem tablet e sem novos aparelhos realmente diferentes e baratos, ficamos na mesma por aqui, aguardando que a Amazon oficialize seus negócios por aqui e traga aparelhos mais baratos subsidiados por anúncios também.

É o sonho de qualquer entusiasta de livros digitais esperar um eReader de R$145! O meu, pelo menos, é.

Pra terminar, uma frase de Jeff Bezos, o CEO da Amazon:

“In terms of market share, Amazon is Coke and there isn’t yet a Pepsi.”

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoNovos Kindle da Amazon – O Que Esperar Disso Tudo?

Comments 2

  1. Bom dia Stella. Muito bem redigida a matéria. Quanto aos novos kindles farei algumas ponderações: Como havia dito na KBB, esses lançamentos da Amazon não são novidade, apenas os mesmos dispositivos com alguns melhoramentos, nada que os concorrentes não tivessem lançado. A rigor, as únicas exceções são os valores atraentes, isso, obviamente, adquirindo os dispositivos com publicidade, pois sem elas, o valor ficaria muito próximo daqueles existentes no mercado e o anunciado Amazon Silk… Também é importante mencionar que, por ora, esses dispositivos não estão sendo vendidos para o Brasil.

    Não sou nenhum fã boy do Kindle ou qualquer outro dispositivo, só acho que foi mais uma jogada de marketing da Amazon objetivando centralizar o mercado de e-books. Se eles realmente tivessem preocupados em democratizar a leitura e seu e-reader, eles abririam o seu dispositivo para leitura de arquivos ePub e PDF (com e sem DRM) e quanto aos PDFs melhorariam o software para uma melhor visualização e leitura.

    O argumento de que a Amazon detém hoje uma fatia de 80% do mercado mundial de ebooks é válida para os USA, não para o BR. Hoje, se formos comprar um Kindle para usufruirmos dos livros disponibilizados em nossas livrarias nacionais, teríamos que, salvo melhor juízo, quebrar o DRM dos livros adquiridos e convertê-los em formato MOBI ou equivalente. Em outras palavras essa não é a nossa realidade.

    Enquanto isso, esperarei os lançamentos dos concorrentes até o final do ano.

    Stella, poderia me esclarecer o que é um Ebook Evangelist?

    Grato,

    Cadu

    1. Concordo com você! um eBook evangelist é alguém que leva "a boa palavra" dos livros digitais a todos. 😀 Quero que o maior número de pessoas esteja interado nesse mercado e também que queira agir dentro dele, trazer novas ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *