Kindle Fire

Novos Kindle da Amazon – O Que Esperar Disso Tudo?

da Redação Notícias 2 Comments

Como comentado aqui no REB (simpático apelido para o site), estavam todos na espera para ver o que a Amazon traria de novo em seu anúncio especial. Muitos rumores, talvez uma tablet, talvez um aparelho barato, talvez algo para competir com o nook… e, realizando todas as expectativas de uma vez só, a Amazon trouxe tudo!

Kindle Fire – US$199

Uma tablet, finalmente. E barata, melhor ainda. Ela vem com processador dual-core de 1GHz, tela multitoque de 7 polegadas, 8GB de memória interna, 8 horas de bateria e sistema operacional Android, modificado especialmente para a Fire. Suas maiores vantagens, para os americanos, são o preço baixo – ótimo para os tempos de crise – e o acesso facilitado a milhares de filmes, seriados, músicas e livros – com o primeiro mês gratuito –, além de acesso facilitado à computação em nuvem. Com apenas 8GB de espaço interno, vai ser ótimo guardar tudo na internet.

Kindle – US$79

Uhmm, acho que, mais do que a tablet Fire, essa é a melhor jogada da Amazon. Isso é o que eu chamo de popularização da leitura digital. Um novo eReader, que faz somente o deve fazer – tem internet também – por não apenas menos do que US$100, mas abaixo de US$80. É uma bela ousadia, mas é um produto bem comum. Tela de tinta eletrônica com 6 poleadas e um pad direcional para navegação. Menor usabilidade, mais acessibilidade financeira. Ah, e é barato assim porque é subsidiado por anunciantes, assim como o Touch.

Kindle Touch – US$99 e US$149 (3G)

Esse é um produto que provavelmente a Amazon só fez para concorrer de frente com o nook. Nunca tinha se interessado por telas de toque antes, e estava satisfeita com seu teclado QWERTY físico. Mas, ainda assim, o aparelho parece bonito e eficiente, trazendo mais um bom leitor ao mercado, por preços que vão a menos de US$100, 39 a menos do que o nook touch. Ele é praticamente a mesma coisa do que o Kindle mais básico, mas pode vir com conexão 3G e tem tela multitoque – que promete ser bem rápida.

Amazon Silk – ???

Esse foi mais difícil de você ter ouvido falar, mas eu explico: Silk é o novo navegador da Amazon, que nem o Firefox, Explorer e outros. Sua grande diferença é que mostrará, em locais diferentes, o que está acontecendo direto na sua tablet e o que está acontecendo na nuvem, direto na internet. Esse é um passo que a Amazon está dando na frente da Apple. Com seu sistema de dados nas nuvens mais adiantado e mais experiente do que o da Apple, eles estão trabalhando nisso mais a fundo.

Será a hora de ver o sistema de produtos nas nuvens começar a funcionar. Em um futuro – talvez próximo – não será necessário ter nada em seu computador, ou tablet. Tudo ficará na rede, acessível de qualquer lugar do mundo. Assinaturas de livros, de coleções, de bibliotecas inteiras, tudo à disposição a qualquer hora. Preparem-se.

Um vídeo falando mais sobre o Silk:

httpv://www.youtube.com/watch?v=_u7F_56WhHk

Confiram um comercial sobre a Kindle Fire:

httpv://www.youtube.com/watch?v=jUtmOApIslE

E aqui um bem melhor com a apresentação de Jeff Bezos:

O que esperar para os concorrentes?

Os mais afetados nesse meio todo são a Apple e a Barnes & Noble. Talvez um pouco a Kobo também. A Apple provavelmente não está muito preocupada, sabe que seu iPad ainda será supremo por pelo menos um ano, já esperando o iPad 3, que virá provavelmente mais barato e mais incrível.

A Amazon até é competitiva com seu preço reduzido e com o acesso a milhares de filmes, livros e música facilitados, além da conexão facilitada também com as nuvens, mas nada ainda consegue bater a febre do iPad e seus aplicativos maravilhosos. Quanto à B&N, eles têm o nook touch, que vai de encontro ao novo Kindle touch. Além disso, o nook color agora é US$50 mais caro do que a Fire. Portanto, a B&N é alguém que deve se mexer rapidamente, porque apenas a adoção ao ePub não irá segurá-la por muito tempo. Espero novidades vindas dessa livraria em breve.

 

O que esperar para o Brasil?

No Brasil? Bem, por enquanto não muda muito para nós. Ainda não sabemos se a Amazon realmente irá aportar por aqui e, por enquanto, a Fire e os Kindles com tela de toque só estão em pré venda para os Estados Unidos. Aqui, temos disponíveis apenas os aparelhos que já tínhamos, e pelos mesmos valores. Também poderemos adquirir o modelo mais simples, por US$109. Trocando em miúdos reais, e com a alta do dólar, acaba ficando pelo mesmo preço que já pagávamos no Kindle Keyboard, aproximadamente R$460.

Por isso, sem tablet e sem novos aparelhos realmente diferentes e baratos, ficamos na mesma por aqui, aguardando que a Amazon oficialize seus negócios por aqui e traga aparelhos mais baratos subsidiados por anúncios também.

É o sonho de qualquer entusiasta de livros digitais esperar um eReader de R$145! O meu, pelo menos, é.

Pra terminar, uma frase de Jeff Bezos, o CEO da Amazon:

“In terms of market share, Amazon is Coke and there isn’t yet a Pepsi.”

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

da Redação

Para entrar em contato com a redação do Revolução eBook, escreva para sac@simplissimo.com.br

SimplíssimoNovos Kindle da Amazon – O Que Esperar Disso Tudo?

Comments 2

  1. Bom dia Stella. Muito bem redigida a matéria. Quanto aos novos kindles farei algumas ponderações: Como havia dito na KBB, esses lançamentos da Amazon não são novidade, apenas os mesmos dispositivos com alguns melhoramentos, nada que os concorrentes não tivessem lançado. A rigor, as únicas exceções são os valores atraentes, isso, obviamente, adquirindo os dispositivos com publicidade, pois sem elas, o valor ficaria muito próximo daqueles existentes no mercado e o anunciado Amazon Silk… Também é importante mencionar que, por ora, esses dispositivos não estão sendo vendidos para o Brasil.

    Não sou nenhum fã boy do Kindle ou qualquer outro dispositivo, só acho que foi mais uma jogada de marketing da Amazon objetivando centralizar o mercado de e-books. Se eles realmente tivessem preocupados em democratizar a leitura e seu e-reader, eles abririam o seu dispositivo para leitura de arquivos ePub e PDF (com e sem DRM) e quanto aos PDFs melhorariam o software para uma melhor visualização e leitura.

    O argumento de que a Amazon detém hoje uma fatia de 80% do mercado mundial de ebooks é válida para os USA, não para o BR. Hoje, se formos comprar um Kindle para usufruirmos dos livros disponibilizados em nossas livrarias nacionais, teríamos que, salvo melhor juízo, quebrar o DRM dos livros adquiridos e convertê-los em formato MOBI ou equivalente. Em outras palavras essa não é a nossa realidade.

    Enquanto isso, esperarei os lançamentos dos concorrentes até o final do ano.

    Stella, poderia me esclarecer o que é um Ebook Evangelist?

    Grato,

    Cadu

    1. Concordo com você! um eBook evangelist é alguém que leva "a boa palavra" dos livros digitais a todos. 😀 Quero que o maior número de pessoas esteja interado nesse mercado e também que queira agir dentro dele, trazer novas ideias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.