O papel vai muito bem, obrigado: Moleskine irá lançar ações na Bolsa

20/06/2012
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Que o mercado editorial vive dias de revolução com os ebooks, é algo fora de questão. Daí a dizer que isso representa o fim da indústria que vive de vender papel, é outra história. A Moleskine, marca sinônimo de caderninhos de anotação, favorita entre autores e fãs de bloquinhos, anunciou a intenção de lançar ações na Bolsa de Milão no final de 2012.

Vários autores famosos já usaram blocos semelhantes à Moleskine, como Ernest Hemingway, e ajudaram a popularizar os caderninhos antes da marca existir – a atual empresa Moleskine só foi fundada mesmo em 1999, e hoje pertence e é controlada por um fundo de investidores. Os bloquinhos, claro, são produzidos na China. Será que Hemingway, se fosse vivo, compraria um bloquinho Moleskine®?

A empresa, que tinha 15 funcionários em 2006 e hoje conta com mais de 100 espalhados em três continentes, decidiu lançar ações em função do volume crescente de vendas.

Veja a notícia completa em Italian notebook maker Moleskine plans Milan float | Reuters.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

20/06/2012
 / 
por Eduardo Melo
 / 

Que o mercado editorial vive dias de revolução com os ebooks, é algo fora de questão. Daí a dizer que isso representa o fim da indústria que vive de vender papel, é outra história. A Moleskine, marca sinônimo de caderninhos de anotação, favorita entre autores e fãs de bloquinhos, anunciou a intenção de lançar ações na Bolsa de Milão no final de 2012.

Vários autores famosos já usaram blocos semelhantes à Moleskine, como Ernest Hemingway, e ajudaram a popularizar os caderninhos antes da marca existir – a atual empresa Moleskine só foi fundada mesmo em 1999, e hoje pertence e é controlada por um fundo de investidores. Os bloquinhos, claro, são produzidos na China. Será que Hemingway, se fosse vivo, compraria um bloquinho Moleskine®?

A empresa, que tinha 15 funcionários em 2006 e hoje conta com mais de 100 espalhados em três continentes, decidiu lançar ações em função do volume crescente de vendas.

Veja a notícia completa em Italian notebook maker Moleskine plans Milan float | Reuters.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário