Amazon Logo

O Plano B (de Brasil) da Amazon

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Uma vez que a(s) primeira(s) abordagem da Amazon às editoras brasileiras não surtiu efeito, a gigante do eCommerce mundial resolveu agir mais agressivamente. Após contratar Mauro Widman para cuidar das relações com editoras por aqui, agora está passando por cima delas e abordando sem barreiras autores bem vendidos em nosso mercado.

Essa notícia é de Lauro Jardim, da Veja, onde ele informa que Augusto Cury, um best-seller brasileiro, foi procurado pela Amazon sem antes passar pela Planeta, editora que detém seus direitos em livros impressos. Jardim também lembra:

A propósito, a Amazon já tem os direitos de outro autor best-seller brasileiro, Paulo Coelho. Com exceção de O Aleph, seu último livro, a versão digital de toda a sua obra — já lançada no site em português, espanhol, francês e alemão — será vendida no Brasil pela Amazon sem interferência das editoras que o publicam por aqui.

Uma estratégia agressiva, que pode gerar más relações entre a empresa de Seattle e as editoras brasileiras mas, francamente, eu acho que a Amazon pouco se importa. Ela provavelmente acha que todas as editoras e todos os editores correrão atrás dela, como fazem os americanos. Eu, pessoalmente, acho que a Amazon ainda não conhece o mercado brasileiro.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoO Plano B (de Brasil) da Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *