SimplíssimoA VALORAÇÃO E O PLANEJAMENTO EM CONTRATOS DE AGRONEGÓCIO COMO ESTRATÉGIAS MINIMIZADORAS DAS INCERTEZAS NOS CUSTOS DE TRANSAÇÃO.
9788595130838

Você está a 60 segundos deste ebook!


R$ 25.00 | pixcartoes


eBook A VALORAÇÃO E O PLANEJAMENTO EM CONTRATOS DE AGRONEGÓCIO COMO ESTRATÉGIAS MINIMIZADORAS DAS INCERTEZAS NOS CUSTOS DE TRANSAÇÃO.


Este estudo propôs-se analisar a aplicabilidade das teorias jurídicas da imprevisão e dos danos evitáveis na minimização dos efeitos da incerteza no contratos de agronegócio. Para examinar referida aplicação, primeiramente, foram trabalhados dados secundários extraídos de séries históricas do banco de dados do IBGE e IPEA-DATA para estimação de um modelo econométrico, onde foram empregados métodos de séries de tempo, teste de raiz unitária, teste de cointegração de Johansen, modelo de vetor de correção de erros e decomposição da variância de erros de previsão. Tal procedimento econométrico tem o objetivo de demonstrar margens de erros no prognóstico de dados. O período analisado abrange janeiro de 2007 a dezembro de 2011. Em uma função suplementar foi feita, concomitantemente, uma pesquisa de campo, cujo intuito basilar foi caracterizar a relação contratual de uma cadeia produtiva do agronegócio. A cadeia produtiva escolhida foi a cultura da castanha de caju no Estado do Ceará. O conjunto de resultados, de forma sistêmica, demonstra que, apesar de todo zelo dos agentes econômicos em executar um bom planejamento estratégico dentro de sua atividade produtiva, sempre há uma “zona obscura”, impenetrável sob a óptica humana, impregnada de fatos extraordinários e imprevisíveis que, quando de sua ocorrência, causam desequilíbrio nos contratos. Isso significa que, na fatalidade não antevista pelos métodos econométricos, os instrumentos jurídicos podem ser utilizados para suplementá-los, de forma a reajustar os contratos, reequilibrando-os novamente.

Você pode ler este livro digital sem aplicativos, aqui mesmo neste site. Também poderá fazer download do arquivo (formato .ePub) para ler no app ou aparelho de sua preferência.

Como ler este ebook? Você decide o jeito

Confira nosso passo-a-passo, em vídeo, mostrando como você compra e lê seu ebook aqui mesmo.

Dados do Livro

  • Por FRANCISCO JOSE MENDES VASCONCELOS
  • ISBN: 9788595130838
  • Língua: por
  • Páginas: 119
  • Formato: ePub

Comece a ler aqui!!


As atividades agrícolas e pecuárias, correspondentes a um agronegócio, estão sempre expostas a fatores de risco que podem ser revestidos pela incerteza[1] e, consequentemente, incidir diretamente e de forma negativa em seu desenvolvimento. A diferença do agronegócio dos demais setores da economia encontra-se no fato de que referido setor é considerado pelos governos, investidores, instituições financeiras e demais agentes econômicos como um setor de alto risco, haja vista que seus níveis produtivos podem ser afetados por fatores adversos, como condições climáticas, desastres naturais, entre outros, até mesmo pela volatilidade de seus preços. Portanto, uma empresa que atua no agronegócio, evidentemente, enfrenta tais fatores de risco, que em muitos casos se encontram totalmente fora do seu controle; daí por que e como uma administração empresarial poder minimizar os prejuízos causados pelo acontecimento desses fatores em seus investimentos com adequada gestão, planejamento e manejo de instrumentos e instituições específicas. Os prejuízos ora mencionados, uma vez configurados, atingirão todos os escalões das mais diversas cadeias do agronegócio, desde aquele que produz a matéria-                                                                                                  prima até o agente de comercialização que fornece diretamente ao consumidor. Todos que compõem tal cadeia produtiva assumiriam os riscos que afetariam seus níveis de rentabilidade, investimentos e custos. Assim supondo, de saída, pode-se evidenciar que a valoração e o planejamento dos riscos, suplementado ao uso e aplicação de instrumentos institucionais econômicos e jurídicos, revestirão tais empresas agropecuárias de segurança ante as possíveis influências negativas sobre seu desempenho produtivo advindos de fatos que estão fora de seu controle. Bom planejamento e valoração desses riscos não só reduzem seus possíveis efeitos, como também reduzem a implementação, o uso e aplicação desses instrumentos, que corresponderiam diretamente a custos na atividade agropecuária. Desta forma, uma boa gestão agroempresarial reveste-se de um aspecto bem relevante e que deve ser levado em conta, pois serão atingidos diretamente temas como o mercado, a produção, a mão de obra, o uso da tecnologia, dentre outros, incluindo-se aqui, também, o aspecto jurídico. [1]Neste momento, faz-se necessário ressaltar a diferença entre estes dois fatores, que em primeiro plano podem confundir. O risco evidencia uma situação cujas variáveis são conhecidas e, como tal, podem ser trabalhadas pelas ciências (Matemática, Estatística, Econometria), calculadas e medidas sua ocorrência e suas chances de resultados satisfatórios e/ou insatisfatórios. Quando nesta mesma situação se desconhece uma ou mais variáveis, ou até, se conhece, no entanto, não se têm meios de calcular suas consequências reais, está-se diante da incerteza.  

Outros livros deste(a) autor(a)

Capa do ebook OLHARES DOCENTES: Entendimentos acadêmicos de situações educacionais específicas Capa do ebook ANAIS  DO EVENTO  Memórias dos trabalhos em resumos simples apresentados na V Mostra Científica de E Capa do ebook 15 ANOS: UM SARAU DE ESTUDOS JURÍDICOS
Simplíssimo Livros Ltda © 2010-2018 - Praça Conde de Porto Alegre, 37/11 - Porto Alegre/RS - 90020-130 - Brasil