smashwords

PayPal Fala a Respeito do Caso de Censura de eBooks Eróticos

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

A história do PayPal e a censura ao Smashwords continua. Após falarmos a respeito aqui e aqui, o site TeleRead noticia que Anuj Nayar, diretor de comunicações do PayPal, escreveu um esclarecimento sobre o caso no site da empresa. De acordo com Nayar, eles apoiam sim a publicação de conteúdo erótico, e são um dos poucos serviços na internet que permitem isso:

Ao contrário de muitos outros provedores de pagamento online, o PayPal permite que seu serviço seja utilizado para a venda de livros eróticos. O PayPal é um defensor forte e consistente de abertura na Internet, da liberdade de expressão editorial, independente e mercados eBook. Acreditamos que a Internet dá poderes aos autores de uma forma positiva e aponta para um futuro ainda mais brilhante para escritores, artistas e criadores de todo o mundo, mas traçamos uma linha em certos tipos conteúdo adulto que é extrema ou potencialmente ilegal.

Um fator importante na nossa decisão de não permitir que nosso serviço de pagamentos seja usado para comprar material focado em estupro, incesto ou bestialidade é que esta categoria de livros muitas vezes inclui imagens. Esse tipo de conteúdo também, por vezes, intencionalmente borra a linha entre ficção e não-ficção. Ambos fatores são problemáticos do ponto de vista legal e de risco.

Assim, Nayar explica, de forma esquisita, que o PayPal é a favor da liberdade de expressão, mas nem tanto assim quando isso quer dizer conteúdo erótico pesado. Chris Meadows do TeleRead aponta na ferida, lembrando que a sociedade aceita bem violência, mesmo que extrema, mas não sexo. Ponto de vista interessante.

Assim, o risco do negócio associado a este conteúdo é a base da nossa política, que está em vigor há muitos anos. Alguns comentários que estamos recebendo acreditam que o PayPal está forçando suas crenças morais sobre os outros e restringindo o direito das pessoas à liberdade de expressão. Podemos dizer com 100% de convicção de que esta não é nossa intenção. Apesar de entendermos que as pessoas nem sempre concordam com as nossas políticas, esta decisão nada tem a ver com as nossas opiniões pessoais sobre o conteúdo ou qualquer desejo de limitar liberdade de expressão de direitos. Tem tudo a ver com a gestão de uma empresa e do cumprimento de nossas responsabilidades legais.

O PayPal é uma empresa de pagamentos. O direito de usar o serviço PayPal não é o mesmo que o direito de falar.

Aí, querendo ou não, ele está de correto de certa forma. O PayPal é uma empresa, e está comprometido com seu lucro e sua sobrevivência no mercado acima de tudo. Pode ser a favor de uma internet aberta, mas não é uma ONG e precisa que seu negócio seja confiável. Mas que está restringindo a liberdade de expressão, mesmo que sem intenção, está.

Mas se o problema são as imagens, bastava restringir os serviços do Smashwords a isso: não permitir imagens em livros sobre esses assuntos.

Enquanto isso, várias associações como o Authors Guild, a Association of American Publishers e o Internet Archive escreveram uma carta em apoio ao Smashwords. Um trecho:

“A Internet tornou-se um meio público internacional, como uma praça enorme, onde as idéias podem ser livremente jogadas ao ar, trocadas, e criticadas. Isso vai mudar se as empresas privadas, que não estão sob qualquer obrigação legal de respeitar os direitos de livre expressão, são capazes de usar sua influência econômica para ditar o que as pessoas deveriam ler, escrever e pensar.”

Uma questão complicada, com dois lados defendendo ideias fortes. O que você acha de tudo isso?

Com informações do O’Reilly Radar.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

da Redação

Para entrar em contato com a redação do Revolução eBook, escreva para sac@simplissimo.com.br

SimplíssimoPayPal Fala a Respeito do Caso de Censura de eBooks Eróticos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.