Porque as editoras devem pensar como a Amazon

24/03/2014
 / 
por da Redação
 / 

— Editoral da Publishing Perspectives propõe mudança de paradigma para editoras

A presença da Amazon na indústria editorial tradicional é algo já estabelecido. Sua capacidade de vendas diretas aos consumidores desafia as editoras a mudarem seus modelos de negócio, a fim de evoluírem como marcas e competirem efetivamente no mercado.

São muitos os desafios encontrados pelas editoras para que se mantenha um reconhecimento no mercado de livros. De maneira majoritária, os leitores têm alguma proximidade com os livros que compram por gostarem dos autores que os escreveram, e não pela editora que os puseram em veiculação.

Quando o assunto é desenvolvimento de conteúdo, empresas como a Amazon são tidas como obstáculos para as editoras, assim como o Netflix é tido como um obstáculo para as redes de televisão, por exemplo. Além disso, muitas editoras possuem uma forma conservadora e cautelosa de pensar e agir, criando dilemas no que diz respeito a estratégia editorial.

É necessário que as editoras tenham contato direto com seus consumidores, tendo conhecimento sobre a experiência que o conteúdo produzido por elas oferece aos seus leitores. Seja no modo impresso, com as capas duras, ou no digital, com a infinidade de eBooks em circulação, as vendas de livros devem fazer com que o leitor se sinta não somente importante, mas essencial.

Apesar dos inúmeros desafios encontrados, a publicação de livros continua sendo uma indústria de peso. O que diferencia as editoras de sucesso para as outras, é a proximidade que conseguem estabelecer com seu público, que tem a necessidade de se sentir parte do processo.

Para ler mais sobre a maneira como as editoras devem se relacionar com seus consumidores, acesse Publishing Perspectives.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

24/03/2014
 / 
por da Redação
 / 

— Editoral da Publishing Perspectives propõe mudança de paradigma para editoras

A presença da Amazon na indústria editorial tradicional é algo já estabelecido. Sua capacidade de vendas diretas aos consumidores desafia as editoras a mudarem seus modelos de negócio, a fim de evoluírem como marcas e competirem efetivamente no mercado.

São muitos os desafios encontrados pelas editoras para que se mantenha um reconhecimento no mercado de livros. De maneira majoritária, os leitores têm alguma proximidade com os livros que compram por gostarem dos autores que os escreveram, e não pela editora que os puseram em veiculação.

Quando o assunto é desenvolvimento de conteúdo, empresas como a Amazon são tidas como obstáculos para as editoras, assim como o Netflix é tido como um obstáculo para as redes de televisão, por exemplo. Além disso, muitas editoras possuem uma forma conservadora e cautelosa de pensar e agir, criando dilemas no que diz respeito a estratégia editorial.

É necessário que as editoras tenham contato direto com seus consumidores, tendo conhecimento sobre a experiência que o conteúdo produzido por elas oferece aos seus leitores. Seja no modo impresso, com as capas duras, ou no digital, com a infinidade de eBooks em circulação, as vendas de livros devem fazer com que o leitor se sinta não somente importante, mas essencial.

Apesar dos inúmeros desafios encontrados, a publicação de livros continua sendo uma indústria de peso. O que diferencia as editoras de sucesso para as outras, é a proximidade que conseguem estabelecer com seu público, que tem a necessidade de se sentir parte do processo.

Para ler mais sobre a maneira como as editoras devem se relacionar com seus consumidores, acesse Publishing Perspectives.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.