TEORIA DA MOLDURA FÁTICA

27/06/2022
 / 

TEORIA DA MOLDURA FÁTICA

 

“Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.” (VOLTAIRE, 1694-1778).

 

Você, certamente, conhece a expressão “onde há fumaça, há fogo”. Esse aforismo sintetiza uma relação de causalidade em que a efeito (fumaça) decorre da causa (fogo). Nesse ditado popular, tal como em qualquer outra relação de causalidade, existe um pareamento entre significante e significado[1]. Como podemos utilizar essa forma de raciocínio durante o processo de abstinência? A seguir trataremos disso.

 

Em palavras mais simples, porém necessárias à compreensão, podemos afirmar que dependendo do ato/fato que está sendo praticado torna-se possível prever o resultado/efeito. Exemplificando para esclarecer. Analise a seguinte moldura: o abstêmio está acordando tarde, está desorganizado, está faltando ou saindo antes de terminarem as reuniões (“salas”), deixou de tomar corretamente sua medicação e está com humor alterado e explosivo. Qual o provável resultado/efeito destes fatos/atos? Respondendo. Isso pode sinalizar, em alguns casos, que foi desencadeado um processo de recaída emocional ou que o abstêmio está inserido em algum desvio abstemiológico.

 

Então, nesse contexto, a MOLDURA DOS FATOS que estão sendo apresentados possibilita que seja retratado, com certa precisão, o prognóstico do possível resultado/efeito. A moldura fática é de difícil autopercepção pelo abstêmio, mas fica muito evidente para seus cuidadores[2]. Os cuidadores são os primeiros a perceberem essa moldura e também devem ser os primeiros a alertarem ao abstêmio sobre a falta de responsabilidade abstêmia, quebra de princípios ou qualquer outra forma de desvio.

 

Em apertada síntese, a TEORIA DA MOLDURA FÁTICA nos ensina que os atos/fatos praticados pelo abstêmio sinalizam a existência de um forte vínculo com o processo de abstinência ou, pelo contrário, os atos/fatos praticados indicam que a pessoa está se afastando da jornada abstêmia. Essa é aplicação prática desse raciocínio.

 

Bons estudos!

(Escritor: Péricles Ziemmermann)

___________________________

REFERÊNCIAS

 

[1] PEIXOTO, Maurício de Abreu Pinto; BRANDAO, Marcos Antônio Gomes; SANTOS, Gladis dos. METACOGNIÇÃO E TECNOLOGIA EDUCACIONAL SIMBÓLICA. Rev. bras. educ. med.,  Rio de Janeiro ,  v. 31, n. 1, p. 67-80,  apr.  2007.

 

[2] De modo peculiar, prefiro a utilização do termo: (RE)EDUCADORES ABSTÊMIOS.

 

Sugerimos, humildemente, a leitura do texto que está disponível no site da abstemiologia: ANTESSALA DO PROCESSO DE ABSTINÊNCIA (PONTO “E”) PARTE I – AUTOAPRESENTAÇÃO E HETEROAPRESENTAÇÃO DA ADICÇÃO

 

ZIEMMERMANN, Péricles. PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2018. ISBN 978-85-824565-3-8

 

ZIEMMERMANN, Péricles. TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2019. ISBN 978-85-824566-2-0

 

ZIEMMERMANN, Péricles. ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2020. ISBN 978-85-924432-3-8

 

ZIEMMERMANN, Péricles. ABSTEMIOPATIAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2021. ISBN 978-85-824583-6-5

 

Para mais informações:  COMPRANDO LIVROS TÉCNICOS

 

#abstemiologia

Compartilhe:

Livros mais recentes de Péricles Ziemmermann

ImageImageImage
27/06/2022
 / 
por Péricles Ziemmermann
 / 

TEORIA DA MOLDURA FÁTICA

 

“Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.” (VOLTAIRE, 1694-1778).

 

Você, certamente, conhece a expressão “onde há fumaça, há fogo”. Esse aforismo sintetiza uma relação de causalidade em que a efeito (fumaça) decorre da causa (fogo). Nesse ditado popular, tal como em qualquer outra relação de causalidade, existe um pareamento entre significante e significado[1]. Como podemos utilizar essa forma de raciocínio durante o processo de abstinência? A seguir trataremos disso.

 

Em palavras mais simples, porém necessárias à compreensão, podemos afirmar que dependendo do ato/fato que está sendo praticado torna-se possível prever o resultado/efeito. Exemplificando para esclarecer. Analise a seguinte moldura: o abstêmio está acordando tarde, está desorganizado, está faltando ou saindo antes de terminarem as reuniões (“salas”), deixou de tomar corretamente sua medicação e está com humor alterado e explosivo. Qual o provável resultado/efeito destes fatos/atos? Respondendo. Isso pode sinalizar, em alguns casos, que foi desencadeado um processo de recaída emocional ou que o abstêmio está inserido em algum desvio abstemiológico.

 

Então, nesse contexto, a MOLDURA DOS FATOS que estão sendo apresentados possibilita que seja retratado, com certa precisão, o prognóstico do possível resultado/efeito. A moldura fática é de difícil autopercepção pelo abstêmio, mas fica muito evidente para seus cuidadores[2]. Os cuidadores são os primeiros a perceberem essa moldura e também devem ser os primeiros a alertarem ao abstêmio sobre a falta de responsabilidade abstêmia, quebra de princípios ou qualquer outra forma de desvio.

 

Em apertada síntese, a TEORIA DA MOLDURA FÁTICA nos ensina que os atos/fatos praticados pelo abstêmio sinalizam a existência de um forte vínculo com o processo de abstinência ou, pelo contrário, os atos/fatos praticados indicam que a pessoa está se afastando da jornada abstêmia. Essa é aplicação prática desse raciocínio.

 

Bons estudos!

(Escritor: Péricles Ziemmermann)

___________________________

REFERÊNCIAS

 

[1] PEIXOTO, Maurício de Abreu Pinto; BRANDAO, Marcos Antônio Gomes; SANTOS, Gladis dos. METACOGNIÇÃO E TECNOLOGIA EDUCACIONAL SIMBÓLICA. Rev. bras. educ. med.,  Rio de Janeiro ,  v. 31, n. 1, p. 67-80,  apr.  2007.

 

[2] De modo peculiar, prefiro a utilização do termo: (RE)EDUCADORES ABSTÊMIOS.

 

Sugerimos, humildemente, a leitura do texto que está disponível no site da abstemiologia: ANTESSALA DO PROCESSO DE ABSTINÊNCIA (PONTO “E”) PARTE I – AUTOAPRESENTAÇÃO E HETEROAPRESENTAÇÃO DA ADICÇÃO

 

ZIEMMERMANN, Péricles. PRINCÍPIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2018. ISBN 978-85-824565-3-8

 

ZIEMMERMANN, Péricles. TEORIAS ABSTEMIOLÓGICAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2019. ISBN 978-85-824566-2-0

 

ZIEMMERMANN, Péricles. ITINERÁRIOS ABSTEMIOLÓGICOS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2020. ISBN 978-85-924432-3-8

 

ZIEMMERMANN, Péricles. ABSTEMIOPATIAS. Porto Alegre/RS: Editora Simplíssimo, 2021. ISBN 978-85-824583-6-5

 

Para mais informações:  COMPRANDO LIVROS TÉCNICOS

 

#abstemiologia

Compartilhe:
Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário