Preço médio de ebooks americanos caiu entre 2010 e 2011

Nina Sarti Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Apesar da acusação do Departamento de Justiça americano de que cinco das maiores editoras do país teriam feito um complô junto à Apple para aumentar os preços dos ebooks, um novo relatório da Bowker mostrou que, na verdade, os livros digitais ficaram mais baratos de 2010 para 2011. O preço médio de um ebook de ficção em 2011 ficou em US$5.24, contra US$5.69 em 2010; na categoria de não-ficção, a queda foi ainda maior, de US$9.04 em 2010 para US$6.47 em 2011. No segmento infanto-juvenil, o preço médio caiu de US$4.88 para US$4.47 no mesmo período.

Os dados podem parecer estranhos, já que a maior parte dos best-sellers de grandes editoras costuma custar entre US$9.99 e US$14.99, mas fazem mais sentido quando olhamos para um outro dado: o número de títulos autopublicados, que cresceu de 133.036 em 2010 para 211.269 em 2011, segundo outra pesquisa da Bowker. Uma vez que estes livros costumam ocupar a faixa de preço entre US$0.99 e US$2.99, acabam puxando a média para baixo.

Segundo o relatório, os ebooks baratos acabaram exercendo pressão sobre os preços de livros em todos os formatos: comparando 2011 com 2010, o preço médio de livros em geral caiu em três dos quatro trimestres do ano. A maior queda foi no terceiro trimestre de 2011, quando a média ficou em US$12.62, uma diminuição de 43 centavos em relação ao mesmo período de 2010.

Outro dado importante da pesquisa diz respeito ao perfil dos leitores. Historicamente, a faixa etária que mais gasta em livros nos EUA é a dos chamados “Baby Boomers”, ou seja, quem nasceu entre 1945 e 1964. Entretanto, em 2011 isso mudou: a Geração Y, isto é, a dos nascidos entre 1979 e 1989, foi responsável por 30% dos gastos com livros em 2011, enquanto os Baby Boomers ficaram com 25%.

Com informações: Publishers Weekly

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Nina Sarti

Nina Sarti é aspirante a jornalista e apaixonada por literatura – no papel desde sempre, e na tela desde o seu primeiro e-reader, que leva por aí para mostrar às pessoas que e-book não é nenhum bicho de sete cabeças.

SimplíssimoPreço médio de ebooks americanos caiu entre 2010 e 2011

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.