mark zuckerberg

Proteger Conteúdo Digital? Nem Mark Zuckerberg Consegue

Eduardo Melo (Simplíssimo) Notícias Deixe um comentário

É uma notícia um pouco off-topic, mas vale pelo exemplo. Segundo a Folha de SP Hackers invadiram a conta do Facebook de Mark Zuckerberg e divulgaram fotos pessoais, disponíveis apenas aos amigos dele. Basicamente, os “hackers” descobriram que, denunciando abuso em uma foto de alguém, eles teriam imediatamente acesso às outras fotos do denunciado. É um mecanismo que faz bastante sentido, afinal, se você vê uma foto pública de alguma coisa abusiva, a pessoa que a colocou no ar pode ter mais conteúdo abusivo, só que restrito… e isso permitiria denunciar mais conteúdo ofensivo.

Mas você já deve ter adivinhado onde quero chegar. Se nem Mark Zuckerberg consegue proteger suas fotos, ele que é o dono da coisa… imagine então como é uma missão impossível, para as editoras, evitar que alguém pegue seu conteúdo e espalhe pela Internet. É inútil tentar proteger o conteúdo. A grande questão é como explorar o conteúdo, reconhecendo que, de um modo ou de outro, ele vai circular. Quer você queira, ou não.

Antes que alguém diga “ei, você está nu!”, é melhor mandar pintar um nu artístico e pendurar na sua sala.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoProteger Conteúdo Digital? Nem Mark Zuckerberg Consegue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *