Resenha – eReader nook simple touch

da Redação Notícias 8 Comments

Eu tenho um Kindle 3, e adoro ele. Aprecio seu design, seu capricho e a loja da Amazon. Tudo ia bem nesse mundo até eu botar as mãos no nook touch. De repente, vi que tudo o que eu entendia de eReaders estava errado. O design, a facilidade, o acervo… vamos conferir.

Design

O nook touch é bem minimalista. É um retângulo com bordas arredondas, frente e traseiras emborrachadas, com uma tela de 6 polegadas com toque. A frente é cinza, enquanto que a traseira é preta com um afundado e o logotipo do nook.

Atrás temos o botão de energia, no lado direito fica uma portinha com a entrada para cartões microSD, embaixo temos a conexão microSD e um LED e na frente ficam quatro botões de navegação e o botão “n”, que serve como home. Ele pesa apenas 213 gramas!

Pequeno na mão

Sua tela é de tinta eletrônica. Essa tecnologia trabalha com tinta de verdade que é manipulada por cargas elétricas, dando assim a sensação de que você está lendo em papel de verdade e tornando a leitura muito confortável e prazerosa, quase substituindo um livro. Sua leitura é ótima até mesmo debaixo do sol e precisa de iluminação externa no escuro, já que não possui luz de fundo. Não dá dor de cabeça como as telas de computador e celulares em geral.

Além disso, essas 6 polegadas com resolução de 800 x 600 pixels e 16 escalas de cinza ainda têm suporte a toque. E por possuir a tecnologia E-Ink Pearl, sua tela tem ótimo contraste e pretos fortes. É nítida e traz uma agradável leitura, mas deixa manchas pretas no fundo às vezes.

Interface e usabilidade

Já estávamos acostumados à interface totalmente textual e simples do Kindle. Mas quando vimos a home do nook, mostrando capas de livros, de revistas, com gráficos enfeitando as frases, de recomendações de livros, foi amor à primeira vista. A Barnes & Noble pensou direitinho na interface baseada em Android para que essa se adequasse muito bem ao toque: é possível navegar por muitos menus apenas arrastando o dedo na tela.

A usabilidade é muito bem explorada. É possível realizar muitas ações com apenas alguns toques ou botões. Durante todo o tempo um ícone de livro fica posicionado na parte superior da tela. Não importa se você esteja navegando na loja, nas configurações ou em seus arquivos: sempre que clicar nesse ícone, voltará ao último livro que estava lendo, na parte em que o deixou.

Tela de eInk com ótimo contraste

Pressionando o botão “n” encontramos a biblioteca, a home, a loja e as configurações, sempre. Tocar no meio do livro revela o sumário, as buscas, as configurações de texto e informações sobre o livro. Junto ao sumário podemos conferir notas, seleções e marcações de página. É possível selecionar trechos do livro e também fazer anotações, que ficam guardadas em cada obra. As notas sincronizam apenas entre o nook e a versão para Windows.

Nas configurações de texto podemos escolher entre sete tamanhos de letra, seis tipos de fontes serifadas ou não, três espaçamentos de linhas e três tamanhos de margem. Ótimas configurações. Tudo é sempre mostrado através de ícones de fácil compreensão, além das palavras em inglês – não há como modificar o idioma para português. E falando nisso, há um teclado para anotações e buscas – em inglês – muito rápido e prático.

Redes sociais

Como ele possui conexão WiFi, era de se esperar que ele possuísse interações com redes sociais. Nas configurações gerais podemos conectar o aparelho ao Facebook, Twitter e até à conta do Google. Também é possível gerenciar contatos e adicionar NOOK Friends – quero ver você achar algum por aqui –, pra quem poderá emprestar títulos que possuírem essa característica.

Há aplicativos do nook para quase todas as plataformas. Windows, Mac, iPhone, Android, etc. Mas aqui encontramos a falha mais grave do nook. Mesmo com todas essas plataformas disponíveis para leitura, ele não sincroniza as notas feitas em um ou outro dispositivo. Ele até sincroniza as páginas, o que é legal – abra em qualquer dispositivo e vai estar sempre na última página em que você parou –, mas não sincronizar notas, seleções e marcadores com outras plataformas é um crime. E também não disponibiliza essas notas em um arquivo de texto, como faz o Kindle.

Desempenho

Até agora o Kindle era o mais rápido eReader que já vimos, com viradas de páginas com menos de um segundo. O nook consegue ser mais rápido que isso, tanto que na maior parte das vezes a tela nem fica preta para a troca da página, simplesmente o texto muda. Ele é muito rápido.

E comparando a velocidade do seu toque ao do Alfa Positivo, mais uma vez o nook dá nookaute – piada infame, desculpem-nos. Sua tela é suave, e o toque também pode ser feito mal e mal encostando as pontas dos dedos na superfície, com rapidez impressionante.

Formatos aceitos

O nook funciona com o formato ePub, considerado o padrão mundial. Esse formato, quando vendido pela B&N, traz também um DRM, ou seja, uma proteção contra pirataria. Você pode colocar seu livro em quantos dispositivos quiser, mas precisam estar registrados em sua conta. Também é possível emprestar esses livros a amigos pelo período de um mês, mas quando um titulo estiver fora de sua biblioteca, você não poderá acessá-lo. Ele também aceita documentos e arquivos nos formatos PDF, JPG, GIF, PNG, BMP e o ePub normal, sem o DRM.

Traseira emborrachada

Diferente do Kindle, não há qualquer saída de som, nem externa e nem através de fones de ouvido. Triste, pois era uma boa sacada poder ler um livro enquanto ouvia uma música, ou escutar livros falados enquanto dirigia. Por causa disso, nada de fones de ouvido na caixa.

A livraria se gaba de ter o maior acervo do mundo digital, e isso é verdade. São aproximadamente 2 milhões de títulos entre livros, revistas e jornais. Entretanto, nenhum título está em português. Mas ele aceita sem problemas livros digitais vendidos aqui no Brasil, com e sem DRM. Basta utilizar o Adobe Digital Editions.

Bateria, armazenamento e conexões

A Barnes & Noble afirma no site que a bateria pode durar até dois meses com o WiFi desligado. Depois de alguns dias de uso, não cremos que isso seja verdade. Se você é um leitor voraz, que lê mais de três horas por dia – transporte público está aí pra isso, minha gente –, a bateria dele dura para um, dois livros, que podem ser lidos em menos de um mês. Mas ainda assim, é uma marca maravilhosa.

Ele vem com conexão Wi-Fi (802.11b/g/n) que permite baixar livros, navegar pela loja da B&N, enviar trechos de livros para redes sociais e outros. Ele possui um navegador limitado e experimental, que pode ser acessado digitando um endereço web no campo de busca do aparelho.

O nook touch traz 2GB de armazenamento interno, ou aproximadamente 1000 livros em formato ePub. Mas como gostamos de PDF e eles logo lotam esse pequeno espaço, é possível inserir cartões microSD de até 32GB, aumentando o espaço para 34GB. Aí sim.

O que vem na caixa e acessórios

Não há muito o que falar aqui. Quando se abre a caixinha do nook, só encontramos o aparelho, um cabo microUSB, o carregador e alguns papeis. Você não precisa de mais nada.

Existem alguns bons acessórios para o nook. Já que você está comprando ele fora mesmo, compre uma capinha, essencial. Uma simples custa US$20, mas você também pode escolher outras bem mais atraentes. Além da capa, pode adquirir películas, lâmpadas e carregadores.

Para quem é

Quem aprecia muito ler, possui um bom acervo digital – ou está construindo um – e quem quer um leitor de qualidade a preço baixo vai gostar do nook. No dólar de hoje os US$99 do nook touch custariam R$177. Esse SIM é um preço decente para um leitor de livros eletrônicos aqui no Brasil. Entretanto, com o excesso de impostos, ainda é bem difícil esperar que um dia tenhamos preços assim por aqui. Mas, se tivéssemos, ele seria um sucesso, nós garantimos.

Confira a vídeo resenha:

httpv://www.youtube.com/watch?v=mv_IbKb6XRc

Agradecimentos ao Fernando Tavares e Antonio Hermida por informações extras.

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.000 autores e editoras. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoResenha – eReader nook simple touch

Comments 8

  1. Oi Stella hoje o Nook Touch caiu para $99 doláres para competir com o Kindle touch, realmente o Nook é muito bom, mas ainda gosto mais da Amazon do que da Barnes and Noble, tem muitas promoções de bons e-books na Amazon que não tem na Barnes and Noble, não sei o que Amazon fez em mim, mas sou fã da Amazon, vendo os novos videos do Kindle touch parece que é muito bom um ótimo concorrente para o Nook touch. Vamos torcer para a Amazon vir para o Brasil e assim podermos comprar e-reader a preço justo.

  2. Stella, boa tarde. Acabei de ler e ver o vídeo da resenha do Nook Touch, muto bom por sinal. Apesar de não tê-lo, tenho o defendido como o melhor leitor de livros digitais da atualidade, considerando os formatos de arquivos suportados, expansão de memória através do microSD e autonomia da bateria de aproximadamente 2 meses (considerando pela Nook o uso diário de apenas 1h). Não sou fã do kindle por alguns motivos óbvios, no que se refere a utilização de um formato próprio fechado (AZW) o que se torna limitativo para nós leitores aqui do Brasil, que consumiremos, na sua grande maioria, livros publicados e editados aqui e, que em sua grande expressão, têm proteção DRM. Não acho prático e razoável ter que quebrar a proteção DRM e fazer a sua respectiva conversão pelo Calibre, todas as vezes que você optar comprar um livro publicado aqui.

    Gostaria de fazer duas observações: A primeira delas refere-se ao fato de que há alguns dias saiu uma atualização do firmware do Nook Touch para a versão 1.1.0 e, segundo um site de análise e reviews chamado TheEbookReader, houve um aumento astronômico na velocidade do e-reader e um melhor contraste da tela. Pelo vídeo da resenha, acredito que você esteja usando a versão antiga ainda. Segue o vídeo para maiores detalhes: http://www.youtube.com/watch?v=YbAiZ7yHLUc

    A segunda refere-se a uma dúvida quanto aos formatos de arquivos suportados. Pra mim ainda não ficou muito claro. Ele suporta PDF, com e sem DRM? Epub, com e sem DRM? Caso afirmativo poderíamos utilizá-los com os livros comercializados em nossas livrarias sem maiores problemas quanto ao DRM e sua conversão.

    Mais uma vez. parabéns pela resenha.

    Forte abraço,

    Cadu

    1. Olá Cadu, eu pude ver o nook com a atualização, e realmente ele está bem mais rápido, se é que isso é possível.

      Realmente não ficou claro no texto e eu estou modificando. O nook aceita sem problemas livros vendidos nas grandes livrarias brasileiras, sejam em ePub ou PDF, com e sem DRM.

      Obrigada!

  3. Olá Stella,

    você poderia explicar como é o processo de carregar ePubs comprados no Brasil no aparelho nook? Livrarias como a Gato Sabido, Cultura e Saraiva mencionam que seus ebooks podem ser lidos em aparelhos nook. Contudo, pelo que entendi, não é possível carregá-los através do wi-fi, faz-se necessário transmitir os arquivos ePub através do USB. Isso implica quebrar o DRM das livrarias?

    Agradeço se puder comentar a leitura de livros em PDF também!

    1. Olá Kim. Para transferir seus livros, basta conectar o nook no computador com o Adobe Digital Editions instalado. Faça o login no sistema da Adobe. O nook vai aparecer lá no canto, e é só arrastar para ele os livros que desejar, sem quebrar nenhum DRM.

  4. Você consegue registrar o nook e comprar livros da balmer aqui no brasil?
    Quanto a atualização do nook para a versão 1.1, pode ser feita aqui no brasil também?

    1. Tiago, há um jeito de fazer isso. Registre ele em seu nome e com sua conta na B&N, seja lá fora ou aqui no Brasil. Note que o endereço na sua conta precisa ser lá de fora. O troque está aqui, na hora de comprar. É preciso “simular” uma conexão com um IP americano, para “enganar” a B&N e parecer que estamos nos Estados Unidos. Para Mac ou Windows, use o aplicativo TunnelBear (gratuito, pegue o link). Uma vez ativados os aplicativos, acesse a lojinha da B&N normalmente através do seu computador. Realize a compra dos livros, utilizando um cartão de crédito americano. Depois de comprado, baixe o livro em qualquer dispositivo que esteja registrado em sua conta, como o eReader, smartphone, computador, etc. Dá pra fazer a atualização por aqui sem problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Currently you have JavaScript disabled. In order to post comments, please make sure JavaScript and Cookies are enabled, and reload the page. Click here for instructions on how to enable JavaScript in your browser.