Scott Turow teme a destruição do mercado editorial pela pirataria – artigo

Colaboração do leitor Autores, Ebooks, editora, livro eletrônico Deixe um comentário

Revolução E-book

A Folha Ilustrada sabatinou semana passada o consagrado autor norte-americano Scott Turow – de “Acima de Qualquer Suspeita” –, que participou ontem da Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Entre as diversas perguntas feitas pelos participantes (assista ao vídeo completo nesse link) algumas tocaram no assunto dos eBooks, ao que Turow respondeu de forma um pouco temerosa.

Demonstrando não ter conhecimento profundo sobre o mercado editorial digital, Turow afirmou que “é preciso ter uma ação contra isso [os eBooks], ou eles vão destruir a base financeira do mundo editorial. E não são os autores best-seller quem mais tem a perder com isso, e sim os que estão só começando”.

Scott Turow

Scott Turow, autor de "Acima de qualquer suspeita"

Um participante da lista de emails homônima a esse site (cadastre-se ao lado), Claudio Soares da Pontolit, criticou Scott Turow de forma concisa e pontual, por isso achei relevante incluir na notícia:

Deus o ouça, Scott! Mas, você vai acertar a bola certa, mirando na errada. Ou seja, Scott: você não entende nada do que diz…

Explico: a “pirataria” (o termo é errado nesse caso) é reflexo de um modelo tão obsoleto quanto esgotado das editoras, que insistem em dificultar o acesso do leitor às obras. Qualquer obra “fechada” tende a ser facilmente copiada. Isso é bom, pois nos informa que precisamos também de um modelo diferente de obras no mundo digital, ou seja, estamos evoluindo.

É de um anacronismo a toda prova usar a rede sem aceitar o modelo colaborativo e de compartilhamento da rede. Muitas editoras e muitos autores querem usar a internet, querem usufruir dos benefícios da internet, mas não entendem “bulhufas” do que seja a internet.

Os novos e futuros autores saberão usar o meio bem melhor do que os antigos autores.

O problema (que Scott não consegue ver ou insiste em não aceitar) é que um novo modelo certamente enterrará o atual. O que é ótimo. Mas, isso não significa (a priori) que as editoras vão acabar. Acabarão apenas aquelas que insistirem em modelos de negócios arcaicos.

Compartilhem vocês também suas opiniões conosco.

Scott Turow teme a destruição do mercado editorial pela pirataria

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Sobre o autor

Colaboração do leitor

SimplíssimoScott Turow teme a destruição do mercado editorial pela pirataria – artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *