Mercado editorial fecha semestre em queda: “talvez menos pessoas lendo”

01/08/2016
 / 
por Eduardo
 / 

A edição mais recente do “Painel de Vendas de Livros no Brasil”, estudo mensal realizado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e pela Nielsen BookScan, mostra que as vendas de livros caíram 16,3% em volume e 6,94% em faturamento, em comparação com o mesmo período de 2015. Considerando a inflação acumulada nos últimos 12 meses, a diminuição real na receita é de 15,61%. “A queda em volume foi o que me chamou mais a atenção”, afirma Marcos da Veiga Pereira, presidente do Snel e um dos fundadores da editora Sextante, “porque você fala de menos livros lidos, e talvez menos pessoas lendo.” Quanto ao preço médio de capa, houve aumento de 9,49% —abaixo da inflação acumulada entre julho de 2015 e junho de 2016, de 12,21%. Se no fim do primeiro semestre de 2015 um livro custava R$ 39,31, hoje ele sai por R$ 43,04. A notícia é da Folha de SP.

No contexto de crise econômica, e com estes valores nababescos, não surpreende que as vendas de livros impressos caiam a cada dia que passa. Alguém se arriscaria apostar que as vendas de ebooks não crescerão tanto, ou até mais, do que no ano passado?

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

01/08/2016
 / 
por Eduardo
 / 

A edição mais recente do “Painel de Vendas de Livros no Brasil”, estudo mensal realizado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e pela Nielsen BookScan, mostra que as vendas de livros caíram 16,3% em volume e 6,94% em faturamento, em comparação com o mesmo período de 2015. Considerando a inflação acumulada nos últimos 12 meses, a diminuição real na receita é de 15,61%. “A queda em volume foi o que me chamou mais a atenção”, afirma Marcos da Veiga Pereira, presidente do Snel e um dos fundadores da editora Sextante, “porque você fala de menos livros lidos, e talvez menos pessoas lendo.” Quanto ao preço médio de capa, houve aumento de 9,49% —abaixo da inflação acumulada entre julho de 2015 e junho de 2016, de 12,21%. Se no fim do primeiro semestre de 2015 um livro custava R$ 39,31, hoje ele sai por R$ 43,04. A notícia é da Folha de SP.

No contexto de crise econômica, e com estes valores nababescos, não surpreende que as vendas de livros impressos caiam a cada dia que passa. Alguém se arriscaria apostar que as vendas de ebooks não crescerão tanto, ou até mais, do que no ano passado?

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário